Notícias | Dia a dia
Kyrgios rebate críticas e não dá ouvidos a Nadal
28/02/2019 às 11h35

Acapulco (México) - A partida contra o espanhol Rafael Nadal vencida por Nick Kyrgios por si só já poderia render muita discussão aos fãs de tênis, uma vez que o intempestivo australiano mostrou todas as suas marcas registradas na virada pela segunda rodada do ATP 500 de Acapulco, misturando lances de genialidade com alguns comportamentos questionáveis.

Contudo, depois do confronto, o canhoto de Mallorca falou sobre o desempenho e a postura de Kyrgios, enaltecendo sua capacidade, mas disparando contra seu comportamento. O australiano de 23 anos não deixou passar e ao ser questionado sobre isso na entrevista coletiva mostrou sua posição.

“Sou diferente e ele também é. Ele poderia se concentrar no que precisa fazer, não sabe pelo que passei em relação e lesões nos últimos tempos e não sabe quase nada de mim. Por isso que não vou dar ouvidos. Há uma regra que diz que você tem um tempo para sacar e ele é muito lento para isso, mas não quero comentar seu jogo, pois cada um tem o seu e assim é o esporte”, falou Kyrgios.

Apesar de tudo, ele reconheceu que precisa de um esforço maior para tentar buscar conquistas maiores e quem sabe sonhar com o título de Grand Slam. “Tenho que trabalhar duro para chegar longe nos Slam, preciso ser mais disciplinado. Estou contente com o que apresentei nos últimos dias e espero que possa seguir jogando assim”, observou o atual 72 do mundo.

“Vencer caras como (Roger) Federer, Nadal e (Novak) Djokovic em jogos de cinco sets é incrivelmente difícil, precisa estar muito consistente, tanto que foram poucos os que conseguiram isso”, pontuou o australiano, que disse estar tendo um ano duro, com lesões e sem poder jogar bem. Ele ainda se mostrou bastante feliz com a vitória e o clima na quadra central de Acapulco, ainda que tenha sido vaiado algumas vezes.

“Gosto de jogar em grandes estádios como este e contra jogadores como Rafa, que é um grande campeão. Eu amo as condições aqui, me senti muito bem e vencer partidas assim me ajuda muito. Foi uma das atmosferas de jogo mais incríveis que já presenciei, a maioria do público estava com ele porque é um jogador incrível e um dos melhores de todos os tempos. Não vou esquecer de tudo isso”, encerrou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis