Notícias | Dia a dia
Federer tem trabalho, vai à semi e encosta no top 5
28/02/2019 às 15h13

Federer voltará ao top 5 com mais uma vitória

Foto: Divulgação

Dubai (Emirados Árabes) - Mais uma vez o suíço Roger Federer não teve moleza no ATP 500 de Dubai. Nesta quinta-feira, o húngaro Marton Fucsovics, atual 35 do mundo, deu bastante trabalho ao tenista da Basileia, que precisou de 1h56 para repetir o resultado do Australian Open do ano passado e derrubar o rival em sets diretos, com parciais de 7/6 (8-6) e 6/4.

A campanha nesta semana reconduz Federer ao sexto lugar no ranking, deixando para trás o japonês Kei Nishikori, que foi eliminado logo na segunda rodada no torneio. Ele também se aproxima com tudo da volta ao top 5, ficando apenas 15 pontos atrás do sul-africano Kevin Anderson, atual quinto melhor do mundo e que não jogou nesta semana, em que defendia o vice-campeonato em Acapulco.

O próximo obstáculo no caminho do suíço ainda não foi definido e só será conhecido após o término da rodada desta quinta, com a partida entre o croata Borna Coric e o georgiano Nikoloz Basilashvili. O croata de 22 anos já encarou Federer em quatro oportunidades, perdeu nas duas primeiras e venceu nas duas últimas. Já o georgiano perdeu na única vez que se cruzaram, três anos atrás em Melbourne.

Fucsovics fez um primeiro set sólido e foi o único a ter chance de quebra, logo no game de abertura da partida. Nunca se mostrou afobado e conseguiu fazer boas transições à rede, mesmo com 48% de acerto do primeiro saque. Federer misturou muito bem os efeitos e foi justamente com o slice que acabou saindo do sufoco no tiebreak, quando o húngaro teve 6-4 e saque. Suíço fez então um grande ponto e voltou a baixar bem a bola para induzir o adversário ao erro. O set terminou com apenas 9 winners de Federer e 7 de Fucsovics.

O segundo set foi mais agitado. Federer obteve quebra num raro momento de baixa do húngaro logo no game inicial, mas não sustentou a vantagem e levou virada para 4/3, e uma chance de Fucsovics saltar a 5/3. Suíço então usou muito bem o saque, mas os dois se mostravam incomodados com as rajadas de vento. Por fim, veio um longo nono game, em que os tenistas abusaram das bolas na linha e Federer optou pelo slice com maior frequência, obteve a quebra na quinta tentativa e não desperdiçou o saque em seguida.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis