Notícias | Dia a dia
Kyrgios volta a brilhar e bate Isner em novo tiebreak
02/03/2019 às 07h53

Kyrgios mostra grande força mental e física em Acapulco

Foto: Arquivo

Acapulco (México) - Pelo terceiro importante jogo consecutivo, o australiano Nick Kyrgios dominou melhor os nervos e ganhou o tiebreak do terceiro set para garantir vaga na final do ATP 500 de Acapulco. Assim como havia feito diante de Rafael Nadal e Stan Wawrinka, ele eliminou desta vez o gigante norte-americano John Isner, numa batalha de 2h21 e placar de 7/5, 5/7 e 7/6 (9-7) .

"Foi muito bom, um jogo divertido", definiu o alegre Kyrgios, que voltou a jogar um tênis de primeiríssima linha em Acapulco. "Sabia que não seria aquela correria dos outros jogos. Ele é um bom amigo e tem me apoiado muito. Batalhar contra ele foi muito especial para mim". Foi o sexto tiebreak de terceiro set seguido que ele venceu desde 2018.

Aos 23 anos mas agora apenas 72º do ranking devido a um período repleto de problemas físicos, Kyrgios irá disputar sua primeira final desde que conquistou seu quinto título de ATP, em Brisbane do ano passado.

Seu adversário será o número 3 do mundo, o alemão Alexander Zverev. Estão empatados com três vitórias para cada lado, tendo Zverev vencido as duas mais recentes. "Vai ser outro jogo incrivelmente difícil. Ele é um grande jogador, muito profissional, tem todos os recursos. Cresci jogando o circuito juvenil com ele, então nos conhecemos bem. Será divertido".

Em sua espetacular campanha em Acapulco, Kyrgios salvou três match-points diante de Nadal duas noites anteriores, em que precisou de 3h03, e em seguida tirou o suíço Stan Wawrinka, em outra maratona de 2h35. No duelo de grandes sacadores diante de Isner, chegou a estar atrás do tiebreak por duas vezes e converteu seu terceiro match-point numa precisa deixadinha.

Marcou 25 aces, um a mais que o norte-americano e venceu 82% dos primeiros serviços que entraram.
No começo do segundo set, cravou seis aces em oito tentativas. Curiosamente, Kyrgios ganhou todos os seis tiebreaks que disputou até hoje contra Isner, o que é um feito.

Kyrgios chegou a Acapulco com sete derrotas seguidas diante de adversários de nível top 10. Agora, melhorou o saldo para 17 em 45 partidas. Com a campanha, voltará ao top 50 na segunda-feira.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis