Notícias | Dia a dia
Após 4 vices, Pella duvidou que teria nova chance
03/03/2019 às 18h56

Argentino conquistou seu primeiro ATP depois de ter perdido quatro finais

Foto: Divulgação

São Paulo (SP) - Campeão do Brasil Open, em São Paulo, Guido Pella colocou fim à uma longa espera até conquistar seu primeiro título de ATP. Depois de ter perdido suas quatro primeiras finais pela elite do circuito, o canhoto argentino comemorou muito a vitória por 7/5 e 6/3 sobre o chileno Christian Garin neste domingo, no Ginásio do Ibirapuera.

"Depois da final que perdi em Córdoba, pensei que nunca mais teria a chance de ganhar. Estava muito mal, porque achava que aquela final era minha", disse Pella, ao recordar a derrota sofrida para o compatriota Juan Ignacio Londero na final do ATP 250 de Córdoba, há três semanas.

Treinado pelo ex-top 20 Jose Acasuso, Pella expressão toda sua gratidão pelo técnico. "Sentia que a minha carreira estava totalmente estancada. Tinha feito quatro finais, agora era a quinta e eu sentia que precisava de um título. Dei um abraço nele, porque acabou o fantasma. Saiu uma mochila das minhas costas. Cumpri o que queria que era ganhar um título, além de ganhar a Copa Davis".

Pella acredita que pôde elevar seu nível de tênis nos momentos decisivos da final deste domingo. O canhoto argentino conseguiu duas quebras na reta reta final do primeiro set, além de uma na abertura da segunda parcial e outra no último game da partida.

"Logo no início ele teve 0-40, mas depois disso fiquei tranquilo e acho que hoje fui superior o jogo inteiro, não me apressei. Estava um pouco nervoso, eu aproveitei isso e por sorte consegui quebras em momentos importantes", comenta o atual 48º do ranking, que deverá alcançar o 34º lugar com os 250 pontos conquistados em uma semana com apenas 20 a defender.

Já Garin tentou ver o lado positivo de sua campanha. O jovem chileno de 22 anos e atual 92º do mundo disputou sua primeira final de ATP e certamente irá superar seu melhor ranking na carreira, que foi o 84º lugar. "Claro que dói muito perder uma final, mas tenho que aceitar. Tive chances no 5/5 do primeiro set e poderia ter sido mais agressivo nessa hora, mas são coisas para aprender".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis