Notícias | Dia a dia
'Temos de apreciar enquanto Federer joga', diz Haas
05/03/2019 às 09h20

Federer jogou as duas últimas finais em Indian Wells

Foto: Arquivo

Indian Wells (EUA) - A caminho dos 38 anos, o calendário de Roger Federer é cada vez mais curto e a expectativa de despedida acontece agora em cada torneio que o suíço disputa. Na semana passada, ele ganhou Dubai e prometeu voltar em 2020, mas o amigo e diretor de Indian Wells tem dúvida sobre até onde irá a carreira do suíço.

"Esperamos sempre que ele volte mais vezes, quem sabe ainda por muitos anos, mas é preciso pensar que também pode ser a última vez", alerta o alemão, que é diretor de Indian Wells. "Não quero ser do tipo pessimista, mas sim alertar: temos de apreciar esses momentos enquanto Roger ainda joga", afirmou ao The Desert Sun.

Com a recuperação do quarto lugar do ranking, Federer estará entre os quatro principais cabeças de chave de Indian Wells. O sorteio que define a chave masculina está marcado para esta terça-feira e a expectativa principal é ver se o suíço ficará no grupo de Novak Djokovic ou de Rafael Nadal.

"Roger sempre procura melhorar seu jogo da melhor forma possível", diz Haas, "e Indian Wells é um torneio onde costuma jogar bem. Ganhou o título de 2017 e foi à final do ano passado, numa partida memorável".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis