Notícias | Dia a dia
Federer: 'Gostaria de competir na América do Sul'
08/03/2019 às 09h59

Federer disse querer jogar em lugares novos

Foto: Divulgação

Indian Wells (EUA) - Dos 100 títulos conquistados pelo suíço Roger Federer nenhum deles aconteceu em solo sul-americano, uma vez que ele nunca se aventurou a jogar por aqui. Contudo, em sua reta final de carreira, que seguirá pelo menos até 2020, o tenista da Basileia cogita visitar novos lugares e disputar torneios diferentes. Foi isso que ele afirmou em entrevista ao Tagerseizer

“Neste ponto da minha carreira, gostaria de experimentar novos torneios e conhecer lugares diferentes. Tenho viajado toda a minha carreira e iria amar competir na América do Sul e mais vezes na Ásia, mas é algo difícil de fazer, pois teria que moldar meu calendário para isso. Outra opção é organizar exibições, mas eu estou sendo muito cauteloso desde que voltei de lesão”, disse o suíço.

Entre os novos locais a jogar, ele destacou o continente africano. Federer realiza anualmente a exibição ‘Match For Africa’, arrecadando fundos para sua fundação, que ajuda crianças pobres na África levando a elas educação e saúde. “Meu grande sonho é fazer um daqueles jogos em um país africano. Estou trabalhando para encontrar a melhor maneira de realizá-lo”, contou.

O atual número 4 do mundo garante que estará em ação na temporada de 2020, mas ainda não garante em quais torneios poderá jogar. “O objetivo é continuar competindo e já estou planejando a próxima temporada. Ainda não sei se disputarei a ATP Cup, mas posso confirmar que jogarei em Dubai”, revelou Federer, que conquistou nos Emirados Árabes seu 100º título, no último domingo.

Estreando direto na segunda rodada do Masters 1000 de Indian Wells contra o vencedor do duelo entre o italiano Andreas Seppi e o alemão Peter Gojocwzyk, ele ainda busca melhor aclimatação. “São 12 horas de diferença (para Dubai), por isso tentei chegar o quanto antes para assim conseguir me aclimatar melhor, dormir bem e treinar”, falou Federer.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis