Notícias | Dia a dia
Djoko se opõe a Nadal e defende saída de Kermode
08/03/2019 às 11h34

Djokovic preside o conselho de jogadores

Foto: Divulgação

Indian Wells (EUA) - A saída de Chris Kermode da presidência da ATP, tendo seu contrato encerrado ao fim do ano, foi criticada pelo espanhol Rafael Nadal, que defendeu a permanência do mandatário junto à entidade que comanda o circuito masculino dizendo que ele deveria ficar mais tempo no cargo para completar seu trabalho.

“Os novos presidentes precisam de tempo para fazer o seu trabalho. Mudá-lo agora será quebrar esse processo de evolução, aprendizagem e melhoria. Acho que o Kermode tem feito um bom trabalho e sou contra a ideia de tirá-lo do cargo”, afirmou o canhoto de Mallorca, que viu também os suíços Roger Federer e Stan Wawrinka, além do espanhol Carlos Moyá, técnico de Nadal, se posicionarem contra a mudança.

Do outro lado, o sérvio Novak Djokovic, atual presidente do Conselho de jogadores, defendeu a decisão que foi tomada. “Pessoalmente, eu não falei com o Rafa sobre esse assunto nos últimos meses, mas respeito sua opinião. Em um esporte individual como esse, todo mundo tem o seu ponto de vista e devemos respeitar isso”, falou o número 1 do mundo.

“Ele também poderia ter se aproximado para falar sobre isso, conversei com Rafa em setembro passado e com Roger em novembro. Não há motivos para eles não terem se posicionado antes. Fomos escolhidos por Federer, Nadal e pelos outros para representar da melhor forma possível seus interesses e é assim que isso funciona”, disparou Djokovic.

O sérvio ainda enalteceu a figura de Kermode e seu esforço junto à ATP. “Eu só tenho a agradecer por tudo que ele tem feito ao longo dos últimos seis anos, sem dúvida. alguma tem sido um líder, mas acho que muitos jogadores queriam uma mudança. Foi nessa direção que o Conselho dos jogadores atuou nos últimos meses”, encerrou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis