Notícias | Dia a dia
Nadal é pouco exigido e segue firme para as quartas
13/03/2019 às 16h38

Nadal espera pelo vencedor entre Isner e Khachanov na próxima fase

Foto: Divulgação

Indian Wells (EUA) - Em seu terceiro compromisso pelo Masters 1000 de Indian Wells, Rafael Nadal foi novamente pouco exigido e garantiu vaga nas quartas de final. Tricampeão do torneio, o número 2 do mundo precisou de apenas 1h26 para marcar 6/3 e 6/4 contra o sérvio Filip Krajinovic, jogador de 27 anos e 113º colocado no ranking mundial.

Nadal agora espera pelo vencedor da partida entre o norte-americano John Isner e o russo Karen Khachanov. O espanhol venceu todos os cinco duelos anteriores contra Khachanov, jovem de 22 anos e 13º colocado no ranking mundial, além de liderar o histórico contra Isner, número 9 do mundo, por 7 a 0.

Ainda sem perder sets no torneio, Nadal sequer enfrentado break points em seus dois primeiros compromissos, diante do norte-americano Jared Donaldson e do argentino Diego Schwartzman. Já nesta quarta-feira, o espanhol chegou a sofrer uma quebra de serviço durante o set inicial.

Mesmo que conquiste o título em Indian Wells, torneio em que já triunfou nas temporadas de 2007, 2009 e 2013, Nadal não tem como alcançar o número 1 do mundo Novak Djokovic no ranking mundial. Entretanto, ele tem a oportunidade de ampliar a diferença para o sérvio no recorde de conqusitas de Masters 1000. O espanhol tem 33 títulos deste porte, um a mais que o rival.

Embora tenha enfrentado um 0-30 no game de abertura e tive alguma dificuldade para colocar o primeiro serviço em quadra no começo do jogo, Nadal não apenas saiu ileso como conseguiu uma quebra precoce para já abrir 3/0. Curiosamente, o espanhol acabou sofrendo uma quebra justamente quando conseguia sacar um pouco melhor, já que estava muito preso no fundo de quadra por conta dos golpes muito profundos de seu adversário.

A partir do momento em que Nadal mudou sua postura em quadra e jogou mais perto da linha, a partida ficou mais fácil para o espanhol. Jogando de forma mais agressiva, o ex-número 1 dominou os pontos e conseguiu uma nova quebra antes de fechar o primeiro set.

O desempenho de Nadal no saque durante o segundo set foi muito superior ao da parcial anterior. O espanhol cedeu apenas três pontos em seus games de serviço e não encontrava resistência. A única quebra da parcial aconteceu ainda no início e o tricampeão do torneio ainda teria uma nova chance para ampliar a diferença. Não faltou luta a Krajinovic, que já chegou a ser número 26 do mundo e finalista do Masters 1000 de Paris em 2017, mas o sérvio não teria novas chances de devolver a quebra.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis