Notícias | Dia a dia
Nadal não se vê jogando até a idade de Federer
14/03/2019 às 10h13

Nadal terá pela frente o russo Karen Khachanov

Foto: ATP

Indian Wells (EUA) - Dois dos maiores ícones do tênis atual, o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer compartilham um respeito mútuo e costumam servir de exemplo um para o outro. Só que no fator longevidade o tenista da Basileia não parece inspirar tanto o número 2 do mundo, que não se vê jogando até idade tão avançada.

“Provavelmente não chegarei a jogar com muita idade, pelo menos é o que posso falar no momento. Prefiro ir aos poucos e não pensar em um futuro muito distante”, disse o espanhol Rafael Nadal em entrevista coletiva após mais uma vitória no Masters 1000 de Indian Wells, derrubando sem sustos sérvio Filip Krajinovic.

“Primeiro você precisa ser um apaixonado pelo que está fazendo, depois precisa cuidar muito bem de seu corpo e evitar lesões e por último deve seguir competitivo para se sentir capaz de poder vencer mesmo com a idade. Imagino que essas três coisas sejam importantes para jogadores como (Ivo) Karlovic, Federer e Venus Williams”, completou o espanhol.

Apesar do bom resultado sobre Krajinovic, o canhoto de Mallorca viu uma queda de produção em seu tênis. “Estou muito feliz com a vitória, mas joguei um pouco pior do que em minha partida anterior, contra Schwartzman. Claro que as condições não foram as mesmas, hoje teve um pouco de vento e em muitos pontos isso atrapalhou. De qualquer forma é uma satisfação ter vencido assim”.

Nadal também falou sobre as eliminações prematuras de caras como o sérvio Novak Djokovic e o alemão Alexander Zverev. “Não é novidade no tênis, já aconteceu várias vezes em outros torneios, embora seja raro nos últimos 10 anos. De qualquer forma, é normal que aconteçam algumas surpresas, a diferença entre os jogadores já não é tão grande como antes”, opinou o espanhol.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis