Notícias | Dia a dia
Federer minimiza vantagem recente contra Nadal
16/03/2019 às 00h00

Federer sofreu apenas uma quebra de serviço no torneio

Foto: Divulgação

Indian Wells (EUA) - Na véspera de um novo embate entre Roger Federer e Rafael Nadal, que se enfrentam por volta das 17h (de Brasília) deste sábado pela semifinal do Masters 1000 de Indian Wells, o suíço minimiza a vantagem no retrospecto recente diante do rival. Embora Nadal lidere o histórico por 23 a 15, foi Federer quem levou a melhor nos cinco últimos encontros. Entretanto, o suíço lembra que não enfrenta Nadal há um ano e meio, desde outubro de 2017, e que o panorama atual é bem diferente.

"Muito tempo já passou e muita coisa aconteceu nesses 18 meses. Você não pode simplesmente copiar e colar, e jogar exatamente da mesma forma novamente", avaliou Federer, que não perde para Nadal desde a semifinal do Australian Open de 2014. "Ele está em um nível mais alto que no Australian Open, especialmente em um lugar como Indian Wells, onde ele se sente confortável. Ele é claramente um adversário muito difícil de enfrentar".

A rivalidade entre Federer e Nadal já dura quase 15 anos, já que o primeiro duelo entre eles aconteceu em março de 2004 em Miami. Na opinião do suíço, os contrastes de estilos de jogo e os trabalhos que os dois fizeram extra-quadra contribuíram para que os jogos entre eles ganhassem importância.

"Ele surgiu no circuito muito baseado nas quadras de saibro, enquanto, aparentemente, eu era muito mais voltado para a grama, mas nós dois encontramos meios de vencer em outras superfícies", avalia o vencedor de 20 títulos de Grand Slam, três a mais que o rival. "E então você adiciona outras coisas que temos, como as nossas fundações, as ações promocionais que fizemos para o circuito, as discussões políticas, e o que quer que tenha sido. É uma longa jornada ao lado do Rafa".

Federer ainda não perdeu sets no torneio e só sofeu uma quebra de serviço na competição, ainda na estreia contra o alemão Peter Gojowczyk. Além disso, o suíço não teve o saque quebrado nos últimos três jogos que fez contra Nadal, acumulando uma sequência de 31 games de serviço bem sucedidos diante do espanhol, em conta que também considera o complemento da final do Australian Open de 2017 contra Nadal.

"Estou mantendo meu saque confortavelmente. Estou em uma bom posição mentalmente quando entro em meus games de serviço e espero poder continuar assim. Você obviamente precisa disso contra o Rafa. Nesta fase do torneio, você tem que trazer o que tem de melhor para o jogo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis