Notícias | Dia a dia
Federer vira o jogo e supera estreia dura em Miami
23/03/2019 às 20h57

Suíço enfrentará o sérvio Filip Krajinovic, algoz de Wawrinka

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Seis dias depois de disputar a final em Indian Wells, Roger Federer foi bastante exigido em seu jogo de estreia no Masters 1000 de Miami. O suíço começou atrás no placar, mas buscou a virada diante do moldavo de 29 anos e 46º do ranking Radu Albot, com parciais de 4/6, 7/5 e 6/3 em 2h08 de partida.

Três vezes campeão em Miami, nos anos de 2005, 2006 e 2017, Federer havia perdido para o australiano Thanasi Kokkinakis ainda na estreia da edição passada do torneio. Até por isso, o atual número 5 do mundo já faz 45 pontos, superando os 10 obtidos em 2018. Seu próximo adversário é o sérvio Filip Krajinovic, que mais cedo havia superado o também suíço Stan Wawrinka.

Superado por Federer neste sábado, Albot vive seu melhor momento na carreira. Vindo de uma boa campanha em Indian Wells, onde foi desde o quali até a terceira rodada da chave principal, o moldavo conquistou em fevereiro seu primeiro título de ATP em Delray Beach. O jogador de 29 anos ainda busca sua primeira vitória contra top 10 na carreira.

Com apenas 1,75m, Albot apostou na regularidade de fundo de quadra e na capacidade de se mexer muito bem para contragolpear, aproveitando-se também das condições mais lentas da quadra de Miami. Logo no game de abertura, o moldavo sustentou Federer na linha de base e esperou pelos erros do suíço para conquistar a quebra. Na sequência, o jogador de 29 anos salvou quatro break points antes de confirmar seu primeiro game de serviço.

Albot raramente sacava acima dos 180 km/h, mas ainda assim Federer não encontrava o tempo ideal para as devoluções e não teria mais break poitns até o fim do set. Para piorar a situação, o suíço continuava errando demais do fundo de quadra e tinha poucas chances de subir à rede. Federer terminou a parcial com onze erros não-forçados contra sete de Alobt. O ex-número 1 chegou a liderar a contagem de winners por 12 a 8.

No segundo set, Federer enfim conseguiu ser mais agressivo nas devoluções, mas continuava a cometer erros em momentos importantes. Depois de salvar um break point no sétimo game, o suíço não aproveitou a chance de quebra que teve na sequência, já que sua devolução ficou sem peso e permitiu a Albot definir o ponto com o forehand. Quando parecia que o segundo set teria um tiebreak, Federer encaixou uma boa sequência de devoluções para enfim quebrar o saque de seu adersário. O suíço fez 15 a 5 em winners na parcial, o que compensou o fato de ter cometido 18 erros contra apenas 9 de Albot.

Federer encaixou muito bem o saque no começo do terceiro set e passou pelos três primeiros games de serviço com apenas um ponto perdido. Ainda assim, quando o placar estava empatado por 3/3, o suíço precisou colocar em quadra uma sequência de ótimos primeiros serviços para escapar de um break point. Na sequência, o ex-número 1 conseguiu a fundamental quebra que foi determinante para a vitória de virada. Federer fez o dobro de winners de seu adversário, 38 a 19, e terminou o jogo com 41 erros contra 27 do moldavo. O suíço teve bom desempenho na rede vencendo 24 pontos em 33 possíveis, além de disparar 14 aces diante de apenas dois do rival.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis