Notícias | Dia a dia
Djokovic tem altos e baixos, mas avança em 3 sets
24/03/2019 às 20h38

Djokovic reencontra Bautista Agut, para quem perdeu em Doha

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Mesmo passando por altos e baixos neste domingo, Novak Djokovic marcou sua segunda viória no Masters 1000 de Miami. Embora estivesse próximo de uma vitória em sets diretos, o sérvio apenas confirmou o favoritismo na parcial decisiva. O número 1 do mundo superou o canhoto argentino Federico Delbonis, 83º do ranking, por 7/5, 4/6 e 6/1 em 1h55 de partida.

Djokovic marca sua 13ª vitória na temporada e garante vaga nas oitavas de final. Seu próximo compromisso será na terça-feira diante do espanhol Roberto Bautista Agut, que venceu o italiano Fabio Fognini por duplo 6/4. Ainda que o sérvio lidere o retrospecto contra Bautista Agut por 7 a 2, o espanhol de 30 anos e 25º do ranking levou a melhor no recente duelo disputado em Doha, na primeira semana da atual temporada.

Seis vezes campeão em Miami, Djokovic não vence o torneio desde 2016. Lembrando que a edição deste ano é a primeira no Hard Rock Stadium, casa do time de futebol americano Miami Dolphins. O evento vinha sendo disputado no complexo Crandon Park entre 1987 e o ano passado. Outra meta para o sérvio, que tem 32 títulos de Masters 1000 é igualar o recorde de 33 conquistas de Rafael Nadal. Lembrando que o espanhol não está jogando em Miami.

O começo de partida foi de ótimo desempenho no saque. O sérvio cedeu apenas quatro pontos em seus quatro primeiros games de serviço e não foi ameaçado. Além disso, o número 1 do mundo conseguiu uma quebra precoce no momento em que teve a oportunidade de disputar alguns pontos mais longos no saque do adversário. Dessa forma, Djokovic chegou a abrir 5/2 no primeiro set.

Com primeiros serviços sempre na casa dos 200 km/h, Delbonis se safou de perder o set no oitavo game, chegando a salvar um set point antes de confirmar o saque. No game seguinte, Djokovic teve dificuldades para colocar o primeiro saque em quadra, e fez erros e uma dupla-falta, que permitiram ao argentino devolver a quebra. Mais confiante, o canhoto de 28 anos buscou o empate por 5/5. O líder do ranking mundial ainda escapou de um 0-30 para fazer 6/5 e voltaria a quebrar o saque do argentino na sequência, com direito à uma excelente devolução na paralela e contando com uma dupla-falta do rival.

Djokovic também foi o primeiro a quebrar no segundo set e abriu 3/1. O que parecia ser o indício de uma vitória tranquila para o sérvio não se confirmou. Delbonis devolveu a quebra logo na sequência e o líder do ranking descontou a raiva na raquete. Djokovic não conseguiu interromper a queda de intensidade e voltaria a ter o serviço quebrado, desta vez com uma dupla-falta. O sérvio teve três oportunidades para igualar novamente a disputa no oitavo game, mas não as aproveitou. Mais confiante, o argentino imprimiu bastante potência nos golpes na hora de fechar o set e terminou a parcial com 13 winners contra apenas três do sérvio.

Enquanto Delbonis precisou de atendimento para o pé no intervalo entre os sets, Djokovic aproveitou o tempo para baixar a adrenalina. Mais tranquilo em quadra, o número 1 do mundo retomou o domínio no terceiro set. O sérvio cedeu apenas cinco pontos no saque, sendo somente um quando colocou o primeiro serviço em quadra e não foi ameaçado. Com duas novas quebras, consolidou a vitória.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis