Notícias | Dia a dia
Pliskova vence e impede volta de Halep à liderança
29/03/2019 às 02h12

Pliskova encara a australiana Ashleigh Barty na final marcada para sábado

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - Principal atração da rodada desta quinta-feira em Miami, a semifinal da chave feminina entre Simona Halep e Karolina Pliskova teve idas e vindas por conta da chuva e, com horário já bastante avançado, terminou com um público muito aquém daquele que jogadoras deste nível mereciam. Pliskova acabou prevalecendo, ao marcar as parciais de 7/5 e 6/1 e garantiu vaga na final do torneio WTA Premier Mandatory.

Embora a duração da disputa fosse de apenas 1h14, o intervalo de tempo entre o início e o fim do jogo foi superior a três horas. A partida foi encerrada por volta de 1h10 da manhã pelo horário local (2h10 de Brasília), com o estádio praticamente vazio.

O resultado ainda impediu que Halep voltasse a liderança do ranking mundial. A romena de 27 anos e atual terceira colocada acumula 64 semanas como número 1 do mundo. Quem permanece no topo é a japonesa Naomi Osaka, que assumiu a primeira posição após o título do Australian Open em janeiro.

Esta foi apenas a terceira vitória de Pliskova em dez jogos contra Halep no circuito. Atualmente no sétimo lugar, a tcheca de 27 anos já liderou o ranking por oito semanas em 2017 e pode terminar a semana como número 2 do mundo se for campeã. Dona de 12 títulos de WTA, Pliskova disputará no sábado a 24ª final da carreira. Ela enfrenta a australiana Ashleigh Barty, número 11 do mundo, contra quem tem duas vitórias e duas derrotas.

A partida já começou em alto nível, com as duas jogadoras mantendo um padrão agressivo e buscando a definição dos pontos. Primeira a enfrentar break points, Halep encaixou dois ótimos saques, com direito a um ace, e conseguiu manter o game de serviço. Na sequência, a romena quebrou o saque da rival ao sustentar muito bem a troca de bolas antes de disparar um excelente winner de backhand na paralela. Pliskova buscou o empate por 3/3 imediatamente, mas voltaria a ter o serviço ameaçado. A tcheca enfrentava um 15-40 quando começou a chover muito forte e o jogo foi suspenso por quase uma hora. Na volta à quadra, cometeu uma dupla-falta e teve o serviço quebrado.

Halep chegou a liderar por 5/3, mas não repetiu o desempenho na hora de sacar para o set e acumulou erros não-forçados que permitiram um novo empate, desta vez por 5/5. Pliskova ganhou confiança e fez seu melhor game de saque no jogo para passar à frente no placar. Halep estava cada vez mais pressionada, fez dois erros e uma dupla-falta que a deixaram com um set point contra. Então, Pliskova levou a melhor em uma disputa na rede para fechar o set depois de vencer quatro games seguidos.

Pliskova passou a sacar ainda melhor no segundo set. A tcheca colocou 70% de primeiros serviços em quadra e cedeu apenas quatro pontos em seus games de saque. Do outro lado da rede, Halep parecia perder intensidade e concentração. A romena sacava fraco, apenas colocava a bola em quadra, e não tinha mais tanta paciência para as trocas de bola do fundo. Houve uma breve interrupção por chuva no início do set, que não comprometeu tanto o andamento do jogo. Mas voltou a chover forte quando Pliskova já liderava por 5/0 e as jogadoras tiveram que sair de quadra. A nova pausa também durou por volta de uma hora e cada jogadora confirmou o saque uma vez antes do fim do jogo. Pliskova fez 23 a 14 em winners e terminou com 16 erros contra 20 de Halep.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis