Notícias | Dia a dia
Melo e Kubot caem para irmãos Bryan na semi
29/03/2019 às 18h25

Melo e Kubot tiveram duas boas campanhas nos Masters americanos

Foto: Divulgação

Miami (EUA) - A boa sequência de Marcelo Melo e Lukasz Kubot nos dois primeiros Masters 1000 da temporada chegou ao fim nesta sexta-feira. Vice-campeões em Indian Wells há duas semanas, Melo e Kubot caíram na semina final de Miami, superados pelos irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan por 7/6 (9-7), 6/7 (8-10) e 14-12 em 2h28 de partida. O mineiro e o polonês tiveram quatro match points.

Todas as sete vitórias de Melo e Kubot na temporada foram conquistadas neste mês de fortes torneios nos Estados Unidos. Jogando juntos, o mineiro e o polonês perderam para os irmãos Bryan pela primeira vez. Até então, eles haviam levado a melhor nos três duelos anteriores. O primeiro aconteceu nas quadras cobertas de Viena em 2016 e as demais no ano seguinte, em Washington e no ATP Finals.

Depois de uma quinta-feira com apenas quatro games disputados e do adiamento da partida por conta da chuva, a disputa foi reiniciada na tarde desta sexta. Os sacadores vinham prevalecendo até que Melo e Kubot conseguiram quebrar o serviço de Mike Bryan no nono game. Mas Melo não aproveitou a chance de sacar para fechar o set e permitiu o empate por 5/5 depois de norte-os americanos salvarem três set points.

Os irmãos Bryan tiveram uma chance de fechar o set no saque de Kubot, mas o polonês conseguiu forçar o tiebreak. No equilibrado game-desempate, melhor para a parceria norte-americana. A parcial seguinte foi inteiramente sem quebras, sendo que Melo e Kubot tiveram dois set points quando já venciam por 6-5. O segundo tiebreak do jogo começou com domínio dos irmãos Bryan, que tiveram três match points, um deles no saque, mas não aproveitaram. Uma ótima devolução de Kubot empatou a partida.

O equilíbrio prevaleceu no match tiebreak, que teve oportunidades para ambos os lados. Kubot e Melo chegaram a ter 9-6, mas os irmãos Bryan buscaram o empate após uma dupla-falta do polonês. A dupla do brasileiro chegou a salvar mais dois match points para forçar o empate por 11-11. Melo e Kubot ainda teriam mais uma chance de fechar, mas não aproveitaram. Uma nova dupla-falta de Kubot, quando os norte-americanos venciam por 13-12, deu números finais ao jogo.

A campanha até a semifinal rende 360 pontos para Melo e Kubot, que conquistaram o torneio em 2017, mas haviam sido eliminados na estreia no ano passado. Ex-número 1 do mundo no ranking dos duplistas, Melo aparece atualmente no sétimo lugar aos 35 anos. Já o polonês Kubot, que está com 36 anos e também já liderou o ranking, ocupa a quinta posição.

Os irmãos Bryan possuem cinco títulos em Miami, incluindo o da edição passada. Donos de 117 títulos jogando juntos, os gêmeos norte-americanos de 40 anos possuem 38 conquistas em Masters 1000. Eles enfrentam na final o grego Stefanos Tsitsipas e o holandês Wesley Koolhof, que venceram o croata Ivan Dodig e o francês Edouard Roger-Vasselin por 6/3, 6/7 (2-7) e 10-8.

Koolhof tem 29 anos e ocupa o 46º lugar no ranking de duplas com quatro títulos na carreira e um na temporada. Este é apenas o terceiro Masters 1000 que ele disputa. Já Tsitsipas, de apenas 20 anos, é número 10 do mundo em simples e dois dois títulos de ATP. Esta é a primeira vez que o jovem grego chega a uma final de duplas.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis