Notícias | Dia a dia
Miami vê reencontro entre Federer e 'novo' Isner
30/03/2019 às 18h38

Federer pode assumir liderança da temporada

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Quase quatro anos depois, Roger Federer e John Isner irão se cruzar novamente no circuito oficial para decidir às 14 horas deste domingo o título do Masters 1000 de Miami. Enquanto o suíço busca seu quarto troféu, o norte-americano tenta o segundo consecutivo. Todos foram conquistados em Key Biscayne, a sede que foi alterada em 2019.

Muita coisa mudou na vida de Isner desde a vitória sobre o suíço no Masters de Paris, em outubro de 2015, num tiebreak do terceiro set. No ano passado, o gigante de 2,08m deu um grande salto de qualidade, tendo vencido seu primeiro Masters, atingido a primeira semi de Grand Slam em Wimbledon, jogado seu primeiro Finals e alcançado o oitavo lugar do ranking.

"Ele é definitivamente um dos grandes sacadores do tênis. Você basicamente não consegue ler seu serviço, simples assim", explica Federer, que ainda assim somou cinco vitórias nos sete duelos já feitos contra o norte-americano. "Você precisa torcer para escolher o lado certo (para devolver) e ele o errado (para sacar), e aí quem sabe se consegue colocá-lo numa posição menos confortável".

Isner ainda não perdeu sets na campanha em que tenta defender seu título do ano passado, conquistado em cima de Alexander Zverev. Dos 10 sets que disputou, nove foram ao tiebreak. "Sei exatament o que esperar. Ele não vai errar muitos saques e eu ficarei como um goleiro numa disputa por pênaltis", brinca o suíço.

Aos 37 anos, Federer disputará sua 50ª final de nível Masters em busca do 28º troféu desse nível, enquanto Isner tem um título e três vices. Se atingir o segundo título do ano - ninguém até agora conseguiu isso - e o 101º da carreira, o suíço será o líder do ranking da temporada.

Nada menos que 12 dos 14 títulos obtidos por Isner aconteceram em quadras norte-americanas. Os outros dois vieram em Auckland. O norte-americano completará 34 anos dentro de um mês.

Veja o histórico dos jogos entre os dois, onde se destaca uma vitória de Isner em pleno saibro:

2007
US Open (sintético) - 3ª rodada - Federer, 6/7(4) 6/2 6/4 6/2

2010
Xangai (sintético) - 2ª rodada - Federer, 6/3 6/4

2012
Copa Davis (saibro) - Isner, 4/6 6/3 7/6(4) 6/2
Indian Wells (sintético) - Final - Federer, 7/6(7) 6/3
Jogos Olímpicos (grama) - Quartas - Federer, 6/4 7/6(5)

2015
US Open (sintético) - Oitavas - Federer, 7/6(0) 7/6(6) 7/5
Masters de Paris (sintético) - Oitavas - Isner, 76(3) 3/6 7/6(5)

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis