Notícias | Dia a dia
Nova geração joga com menor pressão, diz Pliskova
31/03/2019 às 10h30

Pliskova reaparecerá no quarto lugar do ranking

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - Dois grandes torneios sobre quadra sintética, dois títulos inesperados da nova geração. A canadense Bianca Andreescu, de 18 anos, surpreendeu a todos em Indian Wells há duas semanas e agora a australiana Ashleigh Barty, de 22, conquistou o Premier de Miami com um tênis maduro.

Para a tcheca Karolina Pliskova, derrotada neste sábado por Barty em dois sets, existe uma explicação simples: "As novatas estão jogando em nível muito alto e têm a vantagem de jogar com menor pressão do que as outras", avalia a ex-número 1. "Acho que também têm tido um pouco de sorte, porque todas as partidas têm sido muito apertadas".

Ela diz ter ficado mais surpresa com a campanha de Andreescu. "Ashleigh é muito boa jogadora, voltou de seu retiro ainda mais forte e assim não me surpreende seu sucesso. Mas não esperava ver Andreescu ganhar um título tão grande”.

Pliskova admitiu ter sentido cansaço pelo acúmulo de jogos duros e que não conseguiu produzir seu melhor na final de sábado, mas que Miami foi muito positivo. "Sempre penso que poderia ter feito melhor, mas ganhar da Simona (Halep) será minha melhor recordação. Meus primeiros meses do ano foram muito bons", enaltece a tcheca, que já ganhou 20 partidas e não caiu antes das quartas nos cinco torneios disputados.

Ela pretende agora descansar e aí iniciar a preparação para o saibro. "Tenho três semanas até Stuttgart e devo treinar em Monte Carlo e Barcelona". Ela não irá disputar a próxima rodada da Fed Cup.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis