Notícias | Dia a dia
Azarenka tem ótima atuação e vence no México
02/04/2019 às 19h54

Azarenka joga seu primeiro torneio como cabeça de chave desde a gravidez

Foto: Arquivo

Monterrey (México) - Em seu primeiro compromisso pelo WTA de Monterrey, Victoria Azarenka teve uma ótima atuação e estreou com vitória no torneio mexicano em quadras duras. Cabeça 5 da competição, a ex-número 1 do mundo e atual 67ª colocada venceu a japonesa vinda do quali Miyu Kato por 6/4 e 6/2 em apenas 1h14 de partida.

O torneio de Monterrey é o primeiro que Azarenka disputa como cabeça de chave desde a gravidez e o nascimento do filho, Leo, em dezembro de 2016. A bielorrussa chegou a ficar com o ranking zerado, além de ter a temporada de 2017 bastante prejudicada por conta de uma disputa judicial pela guarda do menino.

Azarenka também tenta recuperar terreno no ranking. Ela perdeu 21 posições na última atualização da lista, já que defendeu apenas 35 dos 390 pontos que tinha a descontar em Miami. Semifinalista em 2018, a bielorrussa parou ainda na segunda rodada neste ano.

Por ter vencido um jogo na chave principal em Monterrey, Azarenka faz 30 pontos no ranking, com possibilidade de fazer 60 se chegar às quartas de final. Sua próxima adversária será a cazaque Zarina Diyas, que derrotou a convidada local Renata Zarazua por 7/5 e 6/4. Azarenka venceu o único duelo anterior contra Diyas, jogadora de 25 anos e 107ª colocada. Caso passe por Diyas, a bielorrussa pode cruzar o caminho da russa Anastasia Pavlyuchenkova, tetracampeã do torneio.

Durante a rápida partida desta terça-feira, Azarenka liderou a estatística de winners por 13 a 12 e cometeu um erro a mais que sua adversária, 17 contra 18 da japonesa. A bielorrussa conquistou quatro quebras e só perdeu um game de serviço.

O set inicial foi o mais equilibrado. Com três duplas faltas e apenas 58% de primeiros serviços em quadra, Azarenka demorou para encontrar um bom ritmo. A ex-número 1 abriu 2/0, permitiu o empate, mas voltou a quebrar na sequência ao apostar na potência de seus golpes. O primeiro saque deixou a bielorrussa na mão na hora de tentar fechar o set, mas ela novamente compensou esse problema com paciência na construção dos pontos e contando com erros da adversária.

Já no segundo set, Azarenka conseguiu dar mostras de seu melhor tênis e conseguia se impor do fundo de quadra. Reconhecida como uma das melhores devolvedoras do circuito, a bielorrussa pressionou bastante a adversária, que só venceu 14 dos 26 pontos jogados com o próprio saque e permitiu duas quebras. Além disso, a bielorrussa só perdeu cinco pontos em seus games de serviço.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis