Notícias | Dia a dia
Panatta: 'Federer venceria 30 ou 40 Slam sem Nadal'
03/04/2019 às 09h54

Roma (Itália) - Uma das lendas do tênis italiano, Adriano Panatta fez uma análise da carreira do espanhol Rafael Nadal em seu canal no YouTube e destacou a importância do canhoto de Mallorca para evitar um domínio maior do suíço Roger Federer no circuito, garantindo que este teria números ainda mais expressivos sem seu maior rival.

“Federer lutou contra ele e, sem Nadal, teria vencido 30 ou 40 Grand Slams. Os dois são muito educados e humildes. No o início de sua carreira, Rafa tinha muito respeito por tudo o que Federer já havia vencido. São grandes amigos e os caras mais respeitados do circuito", analisou o italiano de 68 anos.

Panatta avaliou as principais armas do espanhol como jogador. “Seu forehand é incrível e saca muito bem. Você pensa que ganhou o ponto, mas a bola volta uma, duas, três, quatro vezes mais e ele segue lutando”, comentou o campeão de Roland Garros em 1976, que destacou a fortaleza mental do atual número 2 do mundo.

“Nadal me surpreende cada vez mais e possivelmente é o melhor de todos os tempos no saibro. Nunca vi alguém tão forte mentalmente e o compararia a Bjorn Borg, que também já ganhou Roland Garros e Wimbledon. A diferença é que o sueco parou com 26 anos enquanto o espanhol seguiu jogando”, analisou o italiano.

Entre as coisas ainda a melhorar no jogo de Nadal, ele colocou o saque e o backhand. “Se melhorar seu serviço e suas habilidades com o backhand e na rede, pode ser imbatível, mas graças a Deus ele também tem seus pontos fracos como todos os seres humanos”, finalizou Panatta.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis