Notícias | Dia a dia
Wozniacki volta à semi em Charleston, Bencic cai
05/04/2019 às 17h30

Wozniacki busca sua 55ª final de WTA em sua vitoriosa carreira

Foto: Divulgação

Charleston (EUA) - Pela quarta vez em sua carreira profissional, Caroline Wozniacki disputará a semifinal do WTA Premier de Charleston. Campeã do torneio em 2011, a dinamarquesa garantiu vaga na penúltima rodada do evento disputado em quadras de har-tru (saibro verde) depois de vencer a grega Maria Sakkari, 50ª colocada, por duplo 6/2 em 1h33 de partida.

Além do título conquistado há sete anos, Wozniacki ainda tem um vice-campeonato em 2009 e uma semifinal em 2010. A experiente jogadora de 28 anos e vencedora de 30 títulos no circuito busca alcançar sua 55ª final na carreira e a primeira na temporada.

Wozniacki aparece atualmente no 13º lugar do ranking. A ex-número 1 do mundo disputa apenas seu quinto torneio na temporada e acumula oito vitórias e quatro derrotas em 2019. Mesmo que seja campeã e conquiste 470 pontos, a dinamarquesa ainda não consegue voltar ao top 10, mas ficaria muito perto da décima colocada Aryna Sabalenka.

O torneio de Charleston é o primeiro de Wozniacki sob a tutela da italiana de 38 anos e campeã de Roland Garros Francesca Schiavone, que encerrou sua carreira no circuito no ano passado e acompanhará a ex-número 1 no saibro. Diagnosticada com artrite reumatoide no ano passado, a dinamarquesa tem reduzido seu calendário de competições.

A adversária de Wozniacki na semifinal deste sábado às 14h (de Brasília) será a croata Petra Martic, jogadora de 28 anos e 53ª do ranking, que surpreendeu a 21ª colocada suíça Belinda Bencic por 6/3 e 6/4 em 1h22 de disputa. A dinamarquesa venceu os cinco duelos anteriores contra Martic no circuito e nunca perdeu um set sequer para a croata.

Superada por Sakkari no único duelo anterior, há dois anos em Wuhan, Wozniacki teve um ótimo início de partida e conseguiu duas quebras para já abrir 4/0. Por mais que a grega tenha conseguido diminuir a vantagem, a dinamarquesa vinha muito firme do fundo de quadra, voltou a quebrar e terminou o set inicial com apenas cinco erros contra 16 da rival. Sakkari quebrou no início do segundo set, mas cedeu o empate de imediato. A dinamarquesa ganhou confiança para quebrar mais duas vezes e não ser mais ameaçada. Não faltou luta à grega, que salvou quatro match points e liderou nos winner por 23 a 15, mas Wozniacki só cometeu 11 erros contra 32 de sua oponente.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis