Notícias | Dia a dia
Keys enfim supera Stephens e avança em Charleston
05/04/2019 às 22h26

Keys havia perdido os três duelos anteriores contra Stephens no circuito

Foto: Divulgação

Charleston (EUA) - Amigas de longa data e protagonistas da final do US Open em 2017, Madison Keys e Sloane Stephens voltaram a se enfrentar nesta sexta-feira. Pela primeira vez, Keys conseguiu levar a melhor no duelo norte-americano e venceu por 7/6 (8-6), 4/6 e 6/2 em 2h12 de partida para avançar à semifinal do WTA Premier de Charleston, disputado em quadras de har-tru (saibro verde).

Além da derrota sofrida na final do Grand Slam nova-iorquino de dois anos atrás, Keys também havia perdido para Stephens na semifinal de Roland Garros no ano passado e também em uma partida válida pela segunda rodada do Premier de Miami há quatro anos. Vice-campeã de Charleston em 2015, Keys está com 24 anos e busca a oitava final de sua carreira. Já Stephens aparece no oitavo lugar do ranking e segue sem títulos na temporada.

Durante a campanha até a semi em Charleston, Keys já superou duas campeãs de Grand Slam. A ex-número 7 do mundo e atual 18ª colocada vinha de uma vitória nas oitavas sobre a letã Jelena Ostapenko, vencedora de Roland Garros em 2017. Sua próxima adversária será a porto-riquenha Monica Puig, que tirou a anfitriã Danielle Collins, por 6/3 e 6/2. O sábado de semifinais começa às 14h (de Brasília) com o duelo entre Caroline Wozniacki e Petra Martic.

O duelo entre as duas jogadoras norte-americanas foi equilibrado, tenso, divertido e com muitos altos e baixos. Keys liderou a contagem de winners por 34 a 20, também cometeu 35 erros não-forçados contra 20 de Stephens. Ao todo foram 13 quebras de serviço, sendo 7 a 6 para Keys.

Stephens foi quem começou melhor, aproveitando-se de alguns erros de backhand de sua adversária para conseguir a primeira quebra da partida e liderar o set inicial por 4/2. Com boas devoluções, Keys buscou a igualdade no oitavo game. No fim do primeiro set, as duas jogadoras trocaram quebras e Stephens não aproveitou nenhuma das duas chances que teve de sacar para fechar. Mais confiante, Keys começou o tiebreak vencendo por 4-0, Stephens reagiu vencendo seis pontos seguidos, mas não perdeu dois set points e permitiu a virada.

Após um longo set com 59 minutos, Stephens começou melhor na parcial seguinte e já abriu 2/0. Keys igualou a disputa de imediato, mas voltaria a perder o saque no oitavo game. Liderando por 5/3, Stephens novamente não aproveitou a chance de sacar para fechar, mas conseguiu mais uma quebra após a única dupla-falta de Keys em todo o set. Stephens cometeu apenas cinco erros em todo o set, contra 15 de Keys, que viu sua contagem de winners cair de 17 para 11 de um set para o outro.

Já no terceiro set, Keys foi muito firme no saque e cedeu apenas cinco pontos em seus games de serviço para não enfrentar break points. Stephens já não repetia a mesma solidez do fundo de quadra da parcial anterior e também não vinha bem no saque, ficando à mercê das agressivas devoluções de sua adversária. A ex-top 10 conseguiu vencer 15 dos 30 pontos disputados no saque de Stephens para conseguir duas novas quebras e vencer o jogo.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis