Notícias | Dia a dia
Bia supera ex-top 30 e avança no saibro de Bogotá
08/04/2019 às 18h19

Bia venceu a experiente Siegemund e desafia a atual campeã do torneio

Foto: Arquivo

Bogotá (Colômbia) - Depois de passar por um qualificatório de duas rodadas, Beatriz Haddad Maia marcou uma expressiva vitória em sua estreia na chave principal do WTA de Bogotá. A número 1 do Brasil e 165ª do ranking superou a alemã Laura Siegemund, ex-top 30 e atual 99ª colocada aos 31 anos, por 6/2 e 7/5 em 1h32 de partida.

Sem resultados a defender nesta semana, Bia já garantiu 18 pontos pelas duas vitórias no quali e mais 30 pontos por ter vencido um jogo da chave principal. A paulistana de 22 anos tem como melhor marca o 58º lugar do ranking e está se aproximando da 150ª posição.

A próxima adversária de Bia no torneio será a eslovaca Anna Karolina Schmiedlova, 66ª do ranking e atual campeã do torneio, que venceu a belga Ysaline Bonaventure por 6/2 e 6/4. Caso chegue às quartas de final, a canhota paulista poderá ganhar outros 30 pontos no ranking.

Superada por Bia nesta segunda-feira, Siegemund tem um bom histórico no saibro. De suas nove vitórias contra top 10, oito foram neste piso. A alemã de 31 anos já conquistou o forte Premier de Stuttgart em 2017 e também havia disputado a final do torneio no ano anterior, além de ter sido campeã em Bastad. Depois de alcançar o 27º lugar do ranking, Siegemund sofreu uma grave lesão no joelho direito em maio de 2017. Desde então, teve dificuldades para retomar seu melhor nível.

Bia teve ótimo aproveitamento no set inicial, especialmente em seus games de saque. Com 88% de primeiros serviços em quadra, a brasileira cedeu apenas sete pontos em no saque e só enfrentou um break point. Além disso, Bia se aproveitou da altitude da capital colombiana para jogar de forma agressiva e pressionar o saque da adversária para conseguir duas quebras.

O segundo set começou melhor para Siegemund, que conseguiu uma quebra precoce e abriu 3/0. A experiente alemã vinha confirmando seus games de serviço sem maiores riscos e só havia enfrentado um break point na parcial até o momento de sacar para fechar. Perdendo por 5/3, Bia arriscou em devoluções profundas e teve sucesso, além de contar com erros e uma dupla falta da rival para devolver a quebra. A brasileira ganhou confiança para voltar a quebrar e confirmar o saque novamente, vencendo os últimos cinco games da partida. Siegemund liderou nos winners por 11 a 10, mas cometeu 36 erros contra 23 da canhota paulista.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis