Notícias | Dia a dia
Wimbledon segue como objetivo imediato de Federer
11/04/2019 às 09h42

Federer diz não pensar mais em liderar o ranking

Foto: Arquivo
Daniel Rodrigues

Roger Federer, atual número quatro no ranking da ATP, continua mostrando sua experiência e talento nas quadras de tênis cada vez que compete, concentrando-se na qualidade de seu jogo e não no número de torneios em que participa.

Federer já descartou a briga pelo topo do ranking da ATP este ano, já que visa focar seus esforços em torneios importantes. Além disso, o suíço relata que seu maior objetivo neste ano é vencer o torneio de Wimbledon, que será realizado de 1 a 14 de julho, no campeonato realizado no sul de Londres.

Certamente, a estratégia de Federer tem sido bastante favorável para ele, já que, ao se concentrar em se manter saudável e participar apenas das maiores competições, ele pode permanecer ativo por mais tempo nas quadras de tênis, enquanto melhora suas chances de derrotar Novak Djokovic e Rafael Nadal quando os encontrar.

Devido a isso, Federer permanece como um dos principais competidores para vencer as maiores competições de tênis como é o caso de Wimbledon, dentro de plataformas de apostas esportivas como Betclic, ESC Online, ou Nossa Aposta, as quais também dão aos seus usuários a opção de oferecer seus prognósticos sobre quantos sets vai ter um jogo, ou quem vai ser o vencedor de cada um deles.

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 

1??0??1????????

A post shared by Roger Federer (@rogerfederer) on

Embora o foco de Federer seja participar apenas das maiores competições, toda vez que o suíço pega uma raquete o faz de maneira espetacular, mostrando ao mundo toda a experiência que ele tem no tênis. Um dos exemplos mais recentes disso aconteceu no Masters 1000 de Miami, onde ele obteve o 101º título de sua carreira.

Na final desta competição, Federer enfrentou o gigante norte-americano John Isner, que com sua impressionante altura de 2,08m batalhou contra o experiente tenista suíço dentro da quadra. No entanto, a excelente forma física de Federer e a grande experiência que ele conquistou em seus 21 anos de carreira profissional fizeram com que o gigante americano caísse facilmente em dois sets seguidos, com parciais de 6/1 e 6/4.

Logo após essa vitória, o suíço confirmou na entrevista oficial que se sente super em forma aos 37 anos, descartando qualquer indício de uma aposentadoria no futuro próximo, mas esclarecendo que sua prioridade é cuidar da família e da condição física, e não o número de torneios que irá participar.

Ainda há muito pela frente na carreira de Roger Federer, incluindo a possibilidade de quebrar o recorde de 109 vitórias ainda mantido pelo lendário Jimmy Connors. No momento, basta seguir com atenção cada uma das próximas participações de Federer dentro das quadras, que se tornam exibições do mais alto nível.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis