Notícias | Dia a dia
Somente Zverev pode superar o 'Big 3', diz técnico
12/04/2019 às 09h11

Zverev é o atual campeão do ATP Finals

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Um dos treinadores de maior prestígio do circuito, tendo já trabalhado com nomes do calibre de Lleyton Hewitt, Andre Agassi, Andy Murray, Ana Ivanovic e Simona Halep, o australiano Darren Cahill elogiou os nomes que estão despontando na ATP, mas alertou que eles só conseguirão dominar o circuito quando se aposentarem o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic.

“Há muitos jogadores jovens com grande potencial e certamente eles irão ganhar Grand Slams ao longo dos próximos cinco ou dez anos, mas ainda precisam esperar que o ‘Big 3’ se aposente para conseguir isso. O que estes três estão fazendo é algo que eu não acho que nunca mais vai acontecer. Em qualquer outro momento da história, um cara como Andy Murray teria vencido mais de 12 Grand Slams”, opinou Cahill para a Radio ATP.

Para o técnico de 53 anos, a exceção entre os nomes da nova geração é o alemão Alexander Zverev, o único que ele acredita poder encarar de igual para igual os três principais nomes do tênis masculino na atualidade. “Há apenas um jogador capaz de destroná-los: Alexander Zverev. Ele tem encarado problemas nos Grand Slams, mas seu nível nos Masters 1000 é incrível, ele é o único que consegue isso”, observou o australiano.

Atual número 3 do mundo, o germânico de 21 anos já conquistou 10 títulos no circuito, três deles em Masters 1000 (Roma 2017, Montréal 2017 e Madri 2018) além do ATP Finals do ano passado. Entretanto, ele ainda sofre para conseguir bons desempenhos nos Slam. Seu melhor resultado foi atingir as quartas de final em Roland Garros, no ano passado. Zverev nunca passou da terceira rodada no US Open e das oitavas no Australian Open e em Wimbledon.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis