Notícias | Dia a dia
Hercog brilha no saibro suíço e encerra jejum de 7 anos
14/04/2019 às 10h54

Aos 28 anos, Hercog conquistou seu terceiro título de WTA

Foto: Divulgação

Lugano (Suíça) - Em uma final marcada pelo equílibro e um pouco prejudicada por conta da chuva, Polona Hercog prevaleceu nas pesadas condições do WTA de Lugano. A eslovena de 28 anos conquistou o título no saibro suíço ao vencer a polonesa de 17 anos Iga Swiatek por 6/3, 3/6 e 6/3 em 2h16 de partida.

Este é apenas o terceiro título de WTA na carreira de Hercog, que havia conquistado os dois primeiros no saibro de Bastad, na Suécia, em 2011 e 2012. A final deste domingo e as outras cinco alcançadas na carreira profissional da experiente jogadora foram disputadas no saibro.

Atual 89ª do ranking, Hercog tem como melhor marca da carreira o 35º lugar alcançado em 2011. A eslovena, que sonha um dia chegar ao top 10, recebe 280 pontos em uma semana que tinha 30 a defender e deverá se aproximar da volta ao top 60 do ranking mundial.

Já Swiatek disputou neste domingo sua primeira final na elite do circuito. Atual campeã juvenil de Wimbledon, a promissora atleta polonesa debutará no top 100 a partir de segunda-feira. Ela disputou o torneio como 115ª do ranking, depois de ter iniciado a temporada no 186ª posição. Lembrando que há um ano, Swiatek aparecia apenas no 692º lugar na WTA.

Depois de disputarem apenas cinco games, com duas quebras para Hercog e uma para Swiatek, as jogadoras tiveram que sair de quadra por conta da chuva. O jogo ficou suspenso por mais de uma hora. Na volta, a eslovena conseguiu duas novas quebras. Ainda que Swiatek liderasse a contagem de winners por 9 a 7, a polonesa havia cometido 23 erros contra apenas 9 da rival em uma parcial de 53 minutos.

Swiatek reduziu os erros no segundo set e se aproveitou do fato de Hercog colocar apenas 48% de primeiros serviços em quadra para conquistar três quebras e perder apenas um game de serviço, no único break point que enfrentou. Dessa vez, a polonesa tinha 12 a 10 em winners e 10 a 4 em erros não-forçados. Apesar da confortável diferença no placar, Swiatek venceu apenas um ponto a mais que sua adversária, 26 a 25.

Hercog recebeu atendimento para a coxa direita no intervalo entre os sets e começou a parcial decisiva tendo o serviço quebrado. Mas depois que a rival abriu 2/0, a eslovena foi retomando aos poucos o domínio da partida. A experiente atleta de 28 anos só perderia mais dois pontos no saque e chegou a vencer quatro games seguidos para abrir 4/2, além de voltar a quebrar para conquistar o título.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis