Notícias | Dia a dia
Nadal massacra Bautista no retorno ao saibro
17/04/2019 às 11h20

Monte Carlo (Mônaco) - Maior campeão da história do Masters 1000 de Monte Carlo, o espanhol Rafael Nadal mostrou mais uma vez porque já conquistou o torneio 11 vezes. Nesta quarta-feira ele estreou no saibro monegasco e não teve dificuldades para despachar o compatriota Roberto Bautista, precisando de 76 minutos para anotar duplo 6/1 em seu primeiro jogo oficial da temporada sobre seu piso favorito.

O terceiro triunfo em três embates com Bautista garantiu o espanhol nas oitavas de final da competição, esperando agora pelo vencedor do confronto envolvendo o búlgaro Grigor Dimitrov e o alemão Jan-Lennard Struff. O canhoto de Mallorca nunca enfrentou Struff pelo circuito e tem ampla vantagem no retrospecto com Dimitrov (11 a 1).

Nadal alcançou sua 16ª vitória consecutiva em Monte Carlo, onde não perde desde a queda nas semifinais de 2015, superado pelo sérvio Novak Djokovic. Esta foi a 69ª vez que ele saiu de quadra vitorioso no evento, amargando apenas quatro derrotas, a primeira delas para o argentino Guillermo Coria (2003). Ele também já foi superado pelo compatriota David Ferrer (2014) e mais uma vez por ‘Nole’ (2013).

Domínio de Rafa do princípio ao fim

Como aconteceu nos dois jogos anteriores, em que Bautista conseguiu arrancar apenas 12 games em cinco sets, sua dificuldade em sustentar trocas e buscar pontos definitivos contra Nadal foi constante. No primeiro set, em que escapou do 'pneu' já no finalzinho, Bautista não obteve um único winner contra oito do compatriota. Para piorar, acertou apenas 33% do primeiro saque. Aí, viu um passeio de Rafa, que se mostrou ágil, preciso, motivado e com ótimas variações.

O segundo set foi bem mais disputado. Além de enfim obter seu primeiro winner no jogo, Bautista ameaçou por duas vezes o serviço do cabeça 2, desperdiçando no entanto um 0-40 e depois um 15-40, embora ambos tenham vindo quando já estava bem atrás do placar (2/1 na primeira oportunidade e 4/1 na outra).

Nadal fechou sua fácil estreia com 16 winners diante de apenas 3, com 16 erros (sendo 3 duplas faltas) diante de 20. Nos pontos mais longos, sua vantagem foi de 14 a 3. E tudo isso sem um grande aproveitamento de pontos com o primeiro saque: acertou 60%, mas venceu 64% deles.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis