Notícias | Dia a dia
Medvedev bate Djokovic e anota sua maior vitória
19/04/2019 às 10h40

Monte Carlo (Mônaco) - O russo Daniil Medvedev conseguiu um grande feito nesta sexta-feira pelas quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo. Enfrentando o sérvio Novak Djokovic, ele levou a melhor sobre o líder do ranking e conquistou uma grande vitória por 2 sets a 1, marcando parciais de 6/3, 4/6 e 6/2 para garantir uma inédita vaga nas semifinais do torneio, a primeira que alcança neste nível.

A busca pela vaga na final vai passar por mais um sérvio, desta vez Dusan Lajovic, que mais cedo acabou com a festa do italiano Lorenzo Sonego, vindo do qualificatório, e triunfou em sets diretos. Será a segunda vez que eles se enfrentarão pelo circuito e Medvedev levou a melhor no único embate até agora, batendo seu próximo rival no piso duro e coberto de Moscou no ano passado.

Esta é a maior vitória da carreira de Medvedev, que nunca havia superado um número 1 do mundo. Seu principal triunfo até então fora contra o suíço Stan Wawrinka, que era o terceiro colocado no ranking quando foi superado pelo russo na primeira rodada de Wimbledon, em 2017. Agora, ele soma duas vitórias em 10 confrontos contra jogadores no top 5, sendo quatro deles frente Djokovic.

Único a conseguir vencer o espanhol Rafael Nadal duas vezes no torneio, Djokovic não faz uma semifinal em Mônaco desde o título de 2015, quando bateu o 11 vezes campeão na decisão. Seu outro triunfo sobre o canhoto de Mallorca aconteceu na final de 2013.

Veja como foi a partida

Aparentando estar muito incomodado com as rajadas constantes de vento, Djokovic entrou muito mal na partida, perdeu logo o game inicial de serviço e demorou para calibrar os golpes. Medvedev se manteve firme na base, buscou variações e viu o adversário errar bolas muito fáceis junto à rede. Para sofrer a segunda quebra e perder o set, o número 1 abusou de deixadinhas inoportunas. Medvedev cometeu apenas seis erros contra 21 do sérvio nesse set e ainda fez mais winners (7 a 3).

O segundo set começou ainda perigoso para Djokovic, que se safou de um break-point com golpe um pouco longo demais do russo no segundo game. Imediatamente, conseguiu a quebra chamando Medvedev para a frente com curtinhas de backhand na paralela e, a partir daí, seu jogo ficou consistente. Desta vez, fez 14 winners contra 11.

Apesar de ter recebido massagem nas coxas em todas as viradas de lado, Medvedev se mostrou mais sólido que Djokovic ao longo do terceiro set. Obteve quebra para ir a 3/1 num game em que o sérvio teve game-point e cometeu dupla falta. Pior ainda, cedeu vantagem de 5/1 após inúmeras trocas. Por fim, o russo soltou o braço, conseguiu balançar o sérvio e enfim bate o número 1 pela primeira vez em quatro tentativas. Fechou com 25 winners contra 23, com muito menos erros (21 a 47), mesmo tendo apenas 49% de acerto do primeiro saque.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis