Notícias | Dia a dia
Carol desafia Cibulkova às 8h, Bia joga na sequência
19/04/2019 às 13h44

Carol Meligeni Alves desafiará a ex-top 5 na abertura do confronto

Foto: Arquivo

Bratislava (Eslováquia) - O sorteio realizado nesta sexta-feira definiu a ordem das partidas de sábado no confronto entre Eslováquia e Brasil pelos playoffs do Grupo Mundial II da Fed Cup, que acontecem em quadra de saibro e estádio coberto em Bratislava. As disputas começam às 8h (de Brasília), com transmissão do canal por assinatura Bandsports.

Bia minimiza diferença de ranking para time eslovaco

A primeira brasileira a entrar em quadra será Carolina Meligeni Alves, atleta de 22 anos e número 354 do ranking da WTA. Ela terá a difícil missão de enfrentar a experiente eslovaca de 29 anos Dominika Cibulkova, ex-número 4 do mundo e atual 33ª colocada.

Número 1 do Brasil e 124ª colocada no ranking, Beatriz Haddad Maia atua na sequência. A canhota paulista de 22 anos encara a jovem anfitriã de 20 anos e número 45 do mundo Viktoria Kuzmova. Bia vem de uma boa campanha no saibro de Bogotá, onde foi semifinalista na semana passada, e tem confronto inédito contra Kuzmova no circuito.

A rodada de domingo também começa às 8h, quando Bia enfrentará Cibulkova. Na sequência, o quarto jogo deverá ter Carol Meligeni contra Kuzmova. Caso necessária, a decisão será nas duplas, que protagonizam apenas o quinto jogo da série. Bia deverá se juntar a Luisa Stefani, enquanto a Eslováquia escalou previamente Kuzmova ao lado da experiente atleta de 30 anos Magdalena Rybarikova. Lembrando que as escalações para o domingo estão sujeitas a alterações.

A equipe brasileira que enfrenta a Eslováquia é a mesma que venceu o Zonal Americano I da Fed Cup em fevereiro, no saibro colombiano. Além de Bia, Carol e Stefani, a capitã Roberta Burzagli convocou a canhota gaúcha Gabriela Cé e a paulista Thaísa Pedretti. O time eslovaco ainda tem Anna Schmiedlova, número 105 do mundo e superada por Bia na semana passada em Bogotá, e Rebecca Sramkova.

Quem vencer o duelo entre Brasil e Eslováquia disputará o Grupo Mundial II da Fed Cup em fevereiro 2020 e terá a chance de tentar o acesso para a elite da competição. A equipe que perder voltará a disputar um zonal em seu continente, o das Américas para o Brasil ou a seletiva Euro-Africana I para as eslovacas.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis