Notícias | Dia a dia
Gimelstob se desliga do Conselho Diretivo da ATP
01/05/2019 às 15h25

Los Angeles (EUA) - Foi colocado um ponto final na polêmica envolvendo o nome do norte-americano Justin Gimelstob, integrante do Conselho Diretivo da ATP e um dos mais cotados para substituir Chris Kermode, que no final do ano deixará o cargo de presidente. Nesta quarta-feira, o ex-top 20 de duplas anunciou que está deixando o cargo por causa das polêmicas em que se envolveu.

“Estou imediatamente me desligando do Conselho Diretivo da ATP. Foi uma honra e um privilégio estar nesta posição nos últimos 11 anos, tentando representar da melhor maneira possível os jogadores. Minhas escolhas e ações no último Halloween me proíbem de fazer tudo isso neste momento”, escreveu Gimelstob em sua página no Facebook.

Ex-treinador de John Isner, o norte-americano foi preso por agressão em novembro do ano passado por ter atacado um conhecido seu na noite do dia 31 de outubro. “Meu papel é projetado para trabalhar em nome dos jogadores e do esporte, mas agora me tornei um fardo e uma distração significativa para ambos. Estou com o coração partido por me afastar de algo que tanto amo, mas, considerando o clima atual, não mereço estar nessa posição de influência”, disse Gimelstob.

“Desistir não está no meu DNA, mas ficou claro que preciso dar um passo para trás - para o bem dos jogadores, do jogo e de mim mesmo. Pessoas em posições de influência eleitas devem ser mantidas no mais alto padrão de conduta. Eu quebrei esse padrão em uma noite em outubro passado”, complementou o norte-americano, que vinha dividindo opiniões no circuito e chegou a ser duramente criticado pelo suíço Stan Wawrinka.

Gimelstob disse estar profundamente triste e com remorso por suas ações. “Causaram uma distração ao esporte, aos jogadores, aos colegas, aos amigos e à família. Ações têm consequências e eu me afastando de um papel que eu apreciei é uma delas que eu aceito. Espero ser capaz de aprender com meus erros e me tornar uma melhor versão de mim mesmo, não apenas para mim, mas principalmente para meu filho”, finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis