Notícias | Dia a dia
Federer volta ao top 3 da ATP depois de 13 semanas
06/05/2019 às 08h59

Miami (EUA) - O suíço Roger Federer retomou sua condição de top 3 no ranking desta segunda-feira, ficando atrás apenas do espanhol Rafael Nadal, o atual número 2 do mundo, e do sérvio Novak Djokovic, que alcançou sua 250ª semana na liderança. Ele deixou para trás o alemão Alexander Zverev, que caiu para a quarta colocação e corre o risco de perder mais um lugar na próxima semana.

A última vez que Federer apareceu entre os três primeiros foi na segunda semana da atual temporada, na lista do dia 14 de janeiro. Como não defendeu o título do Australian Open, ele acabou caindo logo após o primeiro Grand Slam do ano e chegou a ser o sétimo do mundo durante duas semanas no mês de fevereiro.

Federer dificilmente conseguirá subir nas próximas semanas, uma vez que a distância entre ele e Nadal está em quase 2.200 pontos, mas pode cortar bastante a diferença por não ter pontos a defender no saibro, piso no qual não jogou nas duas últimas temporadas.

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨🚨

Uma publicação compartilhada por Roger Federer (@rogerfederer) em

Zverev corre risco de cair mais

Atual campeão em Madri, o alemão de 22 anos começa a semana pressionado não apenas por ter perdido o terceiro lugar para Federer, mas também correndo o risco de ser ultrapassado pelo austríaco Dominic Thiem na próxima semana. Descontados os pontos somados no saibro espanhol, a diferença entre eles é de apenas 80 pontos.

Zverev é o segundo que mais defende no saibro europeu, atrás apenas de Nadal. Além do título no torneio madrilenho, no ano passado, ele também foi vice no Masters 1000 de Roma e alcançou as quartas de final em Roland Garros. Contudo, Thiem também teve resultados expressivos em 2018, como o vice em Madri, o título em Lyon e o vice em Paris.

 
 
 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nada de esto seria posible sin la familia y estos dos .🏆 🏆 ✌🏼del año. Thanks @bmw_open_by_fwu for the amazing week here in München! @atptour @alexanderhassenstein

Uma publicação compartilhada por Cristian Garin (@garincris) em

Sul-americanos em alta

O chileno Christian Garin alcançou sua melhor marca na ATP nesta segunda-feira, um dia após triunfar em Munique, onde levantou sua segunda taça no circuito. O tenista de 22 anos ganhou 14 lugares com o título e agora é o 33º do mundo.

Superado pelo grego Stefanos Tsitsipas na final do ATP 250 do Estoril, o uruguaio Pablo Cuevas foi outro que ganhou bastante terreno no ranking. Os pontos do vice lhe renderam uma subida de 16 colocações, o levando para o 51º posto.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis