Notícias | Dia a dia
Osaka e Halep vão às oitavas e briga pelo nº 1 segue
07/05/2019 às 12h09

Osaka se queixou de dores na estreia

Foto: WTA

Madri (Espanha) - A número 1 do mundo passou por dois sets complicados antes de marcar a segunda vitória na carreira sobre o saibro veloz do Premier de Madri. A japonesa Naomi Osaka passou pela convidada local Sara Sorribes com direito a 'pneu' no set decisivo e parciais finais de 7/6 (7-5), 3/6 e 6/0.

Sua adversária de oitavas de final será a bielorrussa Aliaksandra Sasnovich. Depois de surpreender a cabeça 14 Anett Kontaveit na estreia, ela passou com facilidade pela eslovaca Anna Schmiedlova, vinda do qualificatório, por duplo 6/2. Nos dois duelos já ocorridos entre elas, Osaka não perdeu sets mas isso sobre quadra sintética.

No mesmo setor da chave e portanto possível adversária de Osaka nas semifinais, a romena Simona Halep encarou um primeiro set exigente, mas depois dominou totalmente a britânica Johanna Konta, anotando o placar de 7/5 e 6/1. Ela encara nesta quarta-feira a eslocava Viktoria Kuzmova, que tirou a cabeça 16 Julia Goerges na estreia e em seguida a espanhola Carla Suarez.

Osaka e Halep lutam entre si pela liderança do ranking, mas a japonesa leva grande vantagem por defender apenas a primeira rodada do ano passado. Soma até agora 6.261 pontos e assim obriga a romena a ser campeã para reassumir o posto, já que assim faria o total de 6.467. Halep também tem que torcer para que a japonesa não seja semifinalista. Com o avanço para as oitavas, Osaka não pode mair ser alcançada por Angelique Kerber.

No duelo desta terça-feira, Osaka liderou quase todo o primeiro set, obtendo quebras no terceiro e sétimo games, mas nas duas ocasições permitiu reação imediata e ainda viu Sorribes ir a 5/4 e 6/5 antes do tiebreak. Só então voltou a dominar. Abriu então 2/0 com saque no segundo set, permitindo grande reação da espanhola, que quebrou três dos quatro serviços seguintes. Um longo primeiro game do terceiro set se mostrou decisivo para Osaka recuperar a confiança e disparar no placar.

Halep também viveu altos e baixos no começo da partida. Perdeu serviço logo no terceiro game e viu Konta abrir 3/1 e 4/2. Só então conseguiu evoluir nas devoluções e pouco a pouco pressionou mais a britânica. Ainda assim, passou aperto no 11º game, tendo de salvar dois break-points antes de fechar o set no serviço adversário. Daí em diante, foi absoluta em quadra.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis