Notícias | Dia a dia
Ferrer estreia com vitória e adia a aposentadoria
07/05/2019 às 14h10

Madri (Espanha) - Em seu último torneio como jogador profissional, David Ferrer marcou uma importante vitória pelo Masters 1000 de Madri. O veterano de 37 anos levou a melhor no duelo espanhol contra Roberto Bautista Agut, número 21 do mundo, com parciais de 6/4, 4/6 e 6/4 em 2h36 de partida.

Ex-número 3 do mundo e vencedor de 27 títulos de ATP, Ferrer faz sua temporada de despedida do circuito e decidiu que irá encerrar a carreira no saibro da capital espanhola. Em 2019, o espanhol jogou apenas seus torneios favoritos, em Auckland, Buenos Aires, Acapulco, Miami e Barcelona antes de atuar em Madri.

No jogo que pode ser o último de sua carreira, Ferrer enfrentará o número 4 do mundo Alexander Zverev. A partida está marcada para não antes das 16h30 (de Brasília) desta quarta-feira. Zverev lidera o retrospecto entre eles por 4 a 3. Este ano, o alemão levou a melhor em Acapulco, enquanto o espanhol deu o troco em Miami.

Ferrer, que aparece atualmente no 144º lugar do ranking, também jogaria duplas em Madri ao lado do Bautista Agut, jogador de 31 anos e grande amigo do ex-número 3 do mundo. A parceria, entretanto, acabou abrindo mão do convite para a chave principal.

Ferrer prevaleceu nos pontos mais importantes
Durante a difícil partida desta terça-feira, Ferrer mostrou mais uma vez seu jogo sólido e consistente do fundo de quadra, além de seu bastante reconhecido espírito de luta. Diante de um Bautista Agut que tem predileção por superfícies mais rápidas, o ex-top 3 acabou prevalecendo nos momentos de maior pressão. Ferrer conseguiu quatro quebras em nove break points, enquanto o Bautista Agut criou dez chances e aproveitou apenas três.

Embora tenha enfrentado break points em seus dois primeiros games de serviço, Ferrer conseguiu manter o saque e aproveitou a chance que teve para conquistar a única quebra do set inicial. Bautista Agut sacou muito bem no segundo set, só perdeu quatro pontos em seus games de serviço, e criou seis break points até aproveitar o último deles. O terceiro set teve altos e baixos, mas Ferrer conseguiu três quebras contra duas do rival. O ex-top 3 fez 30 a 24 em winners e terminou o jogo com 45 erros contra 38 de Bautista Agut.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis