Notícias | Dia a dia
Halep afirma que o título vale mais que o número 1
10/05/2019 às 20h25

Halep precisa de mais uma vitória para assumir a liderança do ranking

Foto: Jimmie48/WTA

Madri (Espanha) - Falta apenas uma vitória para Simona Halep voltar à liderança do ranking mundial. Finalista do WTA Premier de Madri, Halep precisa conquistar o título para ultrapassar a atual número 1 Naomi Osaka. A romena enfrenta a holandesa Kiki Bertens, sétima colocada, a partir das 13h30 (de Brasília) e afirma que vencer o torneio é mais importante que a posição no ranking.

"Eu ainda tenho que ganhar mais uma partida para conseguir [o número 1], mas não quero pensar nisso. Para mim é mais importante conquistar o título que ser a número 1 do mundo", disse Halep após vencer a semifinal contra a suíça Belinda Bencic por 6/2, 6/7 (2-7) e 6/0 nesta sexta-feira.

"Sou uma jogadora que prefere títulos a números e rankings. Este torneio é muito especial para mim. É a minha quarta final aqui e, depois de todas dificuldades que tive nesta semana, estou muito feliz nesta posição. Por isso não tenho nada a perder amanhã", comenta a romena, que foi bicampeã em 2016 e 2017, além de ter ficado com o vice em 2014.

Com 1h57 de duração, a semifinal contra Bencic foi o jogo mais longo dos cinco que Halep disputou nesta semana em Madri. A jogadora de 27 anos garante estar em plenas condições físicas para buscar mais uma vitória e o título no saibro espanhol.

"É normal neste nível, esperar partidas duras o tempo todo. Tive a sorte que durante a semana eu tive partidas curtas", comenta a romena, que chegou a vencer um jogo por duplo 6/0 nas oitavas, contra a eslovaca Viktoria Kuzmova. "Mas sempre que entro na quadra, estou pronta para uma partida de três horas, então estou bem".

Atual campeã de Roland Garros e considerada favorita em qualquer competição que disputar no saibro, Halep acredita que essa condição traz mais confiança do que pressão. "Eu ganho uma motivação extra a partir desta semana, vendo que as pessoas estão realmente acreditando que eu sou muito boa no saibro e que todas as estatísticas dizem isso. Não me sinto pressionada quando a temporada de saibro está chegando. Eu sou a pessoa mais feliz do mundo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis