Notícias | Dia a dia
Djokovic domina Thiem e busca o tri em Madri
11/05/2019 às 13h33

Djokovic buscará o 33º troféu de nível Masters da carreira e o terceiro sobre o saibro da Caixa Mágica

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - Depois de três meses, Novak Djokovic está de novo numa grande decisão. O campeão do Australian Open, que vinha falhando nos mais recentes eventos Masters, conseguiu reagir após estar atrás do placar nos dois sets e derrubou o austríaco Dominic Thiem com parciais de 7/6 (7-2) e 7/6 (7-4).

Às 13h30 deste domingo, irá em busca do tricampeonato em Madri e de seu 33º troféu de Masters contra quem passar entre Rafael Nadal e Stefanos Tsitsipas. O sérvio conquistou o troféu no saibro veloz da Caixa Mágica em 2011 e 2016, vencendo agora sua terceira semi em seis tentativas no torneio. Fará a 48ª final de Masters depois de campanhas instáveis em Indian Wells, Miami e Monte Carlo.

Esta foi também a 199ª vitória do sérvio sobre um adversário top 10, já que a classificação por abandono de Marin Cilic na véspera não é considerada nas estatísticas. Estará em sua 107ª final da carreira e busca o 74º título.


Thiem fica duas vezes na frente
Muito firme com o backhand, Thiem começou bem a partida, misturando muito as velocidades e direções de seus golpes, e aproveitou um game ruim do sérvio para ir a 3/1. Mas a vantagem durou pouco. Num game em que mostrou todos seus recursos técnicos, o sérvio reagiu e virou para 4/3. Logo depois, viveu momento delicado. Com 4/4, Djokovic recebeu duas advertências por violação de tempo e teve de sacar com o segundo serviço em pleno 15-40. Thiem se precipitou e desperdiçou a oportunidade. O austríaco caiu um pouco de intensidade, os backhans passaram a falhar mais, porém levou ao tiebreak. Aí saiu com quebra e não sustentou, com novas escolhas de deixadas ruins. O sérvio virou para 5-1 em ponto de grandes defesas e fechou em 64 minutos, apesar de ter cometido 12 de seus 17 erros com seu poderoso backhand.

Thiem teve duas chances de quebra, uma em cada serviço de Djokovic no começo do segundo set, mas só foi obtever sucesso na terceira tentativa, após longo game em que o sérvio se mostrou um tanto passivo. Outra vez, no entanto, Thiem falhou na parte mental. Ao ver devoluções voltando, foi muito afoito e cometeu erros seguidos, o que se repetiria no 11º game. Djokovic no entanto perdeu a primeira oportunidade, e entregou o saque com dupla falta.

Mas novamente se mostrou mais sólido e confiante num tiebreak tenso, em que abriu 2-0, permitiu a virada mas segurou a cabeça. Thiem o presentou com dupla falta para 3-5 e ele teve então frieza para finalizar duelo de 2h22. Austríaco fez 26 a 17 nos winners, mas 39 a 29 nos erros.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis