Notícias | Dia a dia
Segredo foi dominar os nervos, garante Djokovic
11/05/2019 às 17h14

Djokovic gostou de sua atuação nos tiebreaks

Foto: Arquivo

Madri (Espanha) - O sérvio Novak Djokovic ficou atrás do placar nos dois sets, conseguiu reagir e foi superior nos dois tiebreaks disputados contra o austríaco Dominic Thiem na semifinal do Masters 1000 de Madri. O número 1 do mundo afirmou que o segredo da vitória foi dominar os nervos.

"Joguei minha melhor partida nesta temporada de saibro até agora, e ainda por cima diante do melhor tenista sobre essa superfície no momento", comemorou Djokovic. "Ele vem de um grande torneio em Barcelona e aqui derrotou Roger (Federer) num jogo emocionante. Então ele estava em forma. Consegui dominar meus nervos e jogar meu melhor na hora necessária".

Djokovic só havia atingido uma quartas de final nos três torneios disputados depois do título no Australian Open. Agora vai atrás do 33º troféu de Masters, o que igualaria o recordista Rafael Nadal, um possível adversário na final das 13h30 deste domingo. Nas duas vezes em que atingiu a semi na Caixa Mágica, em 2011 e 2016, o sérvio levou o título.

"Talvez eu devesse ter fechado a partida quando saquei com 6/5, mas fiquei um pouco nervoso naquele momento e cometi alguns erros que nos levaram ao tiebreak", admitiu o líder do ranking. "Mas nos dois tiebreaks eu me mantive calmo, escolhi as bolas corretas e tive boa leitura do seu saque. Qualquer um poderia ter ganhado a partida", ponderou.

Djokovic fez elogios aos golpes do austríaco. "Suas bolas estão vindo muito pesadas, depois de Rafa é quem consegue colocar mais spin e rotação na bola. Então foi difícil ditar os pontos, permanecer perto da linha de base, que obviamente era minha opção tática. Mas tinha de fazer isso para poder alternar mais o ritmo e não lhe dar muito tempo".

Thiem sai satisfeito
Finalista nos dois últimos anos em Madri, desta vez Thiem parou uma rodada antes, mas se diz muito satisfeito com a forma com que vem jogado. "Nunca posso reclamar depois de ter atingido uma semifinal de Masters", afirmou. "Derrotei três grandes jogadores e perdi para Djokovic em dois tiebreaks. Acho que foi um torneio muito bom".

Com a queda do atual campeão Alexander Zverev nas quartas para o grego Stefanos Tsitsipas, o austríaco retornará ao quarto lugar do ranking na lista desta segunda-feira. Se mantiver o posto durante o Masters de Roma, conseguirá ser um dos quatro cabeças em Roland Garros.

Questionado quem está em melhor forma no momento, Thiem acha que Nadal continua sendo o mais temido sobre o saibro, mas afirmou ter ficado impressionado com o nível de Djokovic. Ele jogou muito bem hoje. Se tivesse feito isso nas outras semanas, teria obtido melhores resultados. Está bem perto dos 100% outra vez".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis