Notícias | Dia a dia
Tsitsipas derruba Nadal e luta por seu 1º Masters
11/05/2019 às 18h58

Tsitsipas nunca havia ganhado set de Nadal nos três duelos anteriores

Foto: ATP

Madri (Espanha) - O grego Stefanos Tsitsipas entrou para a lista dos tenistas que conseguiram derrotar Rafal Nadal nas semifinais sobre o saibro europeu desta temporada. Com mescla de paciência e agressividade, o tenista de 20 anos terá sua segunda chance de ganhar um Masters 1000 ao marcar 6/4, 2/6 e 6/3, em longo duelo de 2h34.

Tsitsipas já teve chance de erguer um troféu desse quilate em Toronto do ano passado, quando era uma grande surpresa e parou somente no próprio Nadal. Agora, jogará também como 'zebra' diante do bicampeão do torneio e líder do ranking Novak Djokovic.

Campeão no Estoril há uma semana, Tsitsipas já derrotou nesta temporada o suíço Roger Federer antes de atingir as semifinais do Australian Open. Na única vez que enfrentou Djokovic, venceu em três sets nas oitavas de Toronto do ano passado.

Nadal muda tática depois do 1º set
O primeiro set foi de intenso altos e baixos dos dois jogadores, principalmente com o saque na mão. Por duas vezes o grego quebrou e tentou abrir margem, mas jogou muito mal nas duas vezes em que isso aconteceu, com claras dúvidas sobre a tática a adotar. Nadal tentou impor as trocas de bola e martelar o backhand, porém viu um grego bem paciente. O espanhol no entanto cometeu muitos erros da base - foram 11 no total, quase o dobro da partida inteira da véspera - e não manteve o padrão de saque que vinha mostrando ao longo da semana. Por fim, ao obter a terceira quebra, Tsitsipas tomou postura ofensiva, foi à rede e tirou um set do espanhol pela primeira vez em quatro duelos.

Sempre muito oportuno na parte tática, Nadal mudou radicalmente a forma de jogar já no começo do segundo set, optando por ser bem mais agressivo. Ao mesmo tempo, trabalhou muito bem com o saque. Além de acertar notáveis 82%, venceu todos os pontos com o primeiro serviço e só cedeu um com o segundo. Enquanto isso, o grego perdeu intensidade, foi mal até mesmo na rede e virou presa fácil no fundo de quadra. Perdeu assim dois serviços seguidos. Nadal só cometeu 4 erros diante de 11 e ainda fez o dobro de winners (12 a 6).

Tsitsipas mantém frieza
O terceiro set voltou a ter muitas trocas de bola desde o primeiro game, mas os dois sobreviveram às dificuldades. No sexto game, no entanto, o grego calibrou as devoluções e ainda viu Nadal errar voleio fácil. Teve uma primeira chance de fechar com 5/2, os nervos bateram e espanhol jogou mais solto, com apoio da torcida.

Com o saque, Nadal de novo mostrou muita instabilidade, deixando bolas na rede. Salvou três  match-points com coragem, incluindo bate-pronto e curtinha, mas ao mesmo tempo se mostrou nervoso e errou bolas bobas e assim sequer teve uma vantagem.

Atual número 9 do ranking, Tsitsipas já garantiu o sétimo posto inédito e ainda poderá ser o sexto caso conquiste o quarto título da carreira e o terceiro da temporada. Além do Estoril, ele triunfou no ATP 250 de Marselha e ainda foi à final de Dubai.

O canhoto espanhol por seu lado continua sem morder troféus desde agosto do ano passado. Em 2019, sua única final foi a do Australian Open de janeiro, onde parou em Djokovic. No saibro europeu, perdeu semis em Monte Carlo para Fabio Fognini e em Barcelona diante de Dominic Thiem.


Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis