Notícias | Dia a dia
Após retorno, Serena tenta superar falta de ritmo
13/05/2019 às 19h12

Após boa estreia em Roma, Serena enfrentará Venus na próxima rodada

Foto: Divulgação

Roma (Itália) - Depois de vencer sua partida de estreia no WTA Premier de Roma, Serena Williams comemorou sua volta ao circuito. A ex-número 1 do mundo não atuava desde o dia 22 de março, em Miami, e tenta aos poucos superar a falta de rtimo de jogo. A partida desta segunda-feira também foi a primeira que Serena disputou no saibro e o torneio italiano é o único que ela jogará no piso antes de Roland Garros.

“Foi bom estar de volta à quadra depois de tanto tempo", disse Serena após a vitória por 6/4 e 6/2 sobre a sueca Rebecca Peterson, 64ª do ranking, em 1h15 de jogo. "Não pude fazer muitas partidas este ano, mas isso não é uma escolha minha. Eu queria desesperadamente estar no circuito e estar jogando, mas infelizmente não possível".

"Na verdade, não consegui nem treinar muito. Eu fiquei fora por muito mais tempo do que eu esperava, mas fiz tudo o que podia para me manter em forma e manter o meu cardio", comenta a norte-americana de 37 anos, que havia sentido uma lesão no joelho esquerdo em Miami.

"Amo a temporada de saibro e eu queria fazer parte disso. Eu literalmente fiz tudo o que pude para estar aqui. Foi bom finalmente estar de volta. Espero que eu seja capaz de continuar", complementa a atual número 11 do mundo, que tem apenas sete vitórias e duas derrotas em 2019.

Serena agora enfrenta Venus
Serena terá na segunda rodada um duelo em família contra sua irmã Venus Williams, atualmente no 50º lugar do ranking mundial aos 38 anos. Venus avançou ao vencer um duelo de 3h02 contra a belga Elise Mertens, número 20 do mundo, com parciais de 7/5, 3/6 e 7/6 (7-4). "Nós duas somos muito determinadas. Realmente queríamos essa partida e faremos o melhor que pudermos".

A rivalidade de 30 jogos entre as irmãs Williams já teve um duelo em Roma no ano de 1998, pelas quartas de final. Na ocasião, Venus levou a melhor em sets diretos. "Eu me lembro vagamente daquele jogo", explica Serena, que tem 18 vitórias e 12 derrotas contra Venus.

Acostumada a enfrentar Venus em fases finais de torneios, Serena comentou sobre a possibilidade de um duelo precoce contra a irmã. "Mas, sim, isso pode acontecer. Nós jogamos muito uma com a outra. Parece que hoje em dia nós só encontramos cedo. Mas isso acontece", disse ao se lembrar de duelos na terceira rodada de Indian Wells e do US Open do ano passado.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis