Notícias | Dia a dia
Nadal: 'É uma vitória importante porque joguei bem'
18/05/2019 às 19h32

Roma (Itália) - Mais do que o resultado final obtido neste sábado contra Stefanos Tsitsipas, devolvendo a derrota sofrida na semana passada em Madri, o espanhol Rafael Nadal comemorou o bom desempenho apresentado em quadra nas semifinais do Masters 1000 de Roma. O canhoto de Mallorca destacou a evolução que teve em relação ao último duelo que travou com o jovem grego e salientou a importância de estar jogando bem.

“Fui um pouco melhor que ele. Como eu disse ontem, tudo o que precisava fazer era jogar bem. Na semana passada não joguei bem, mas hoje fui melhor. Acertei forehand, isso fez com que ele não fosse capaz de jogar muito com a sua direita e foi um fator decisivo para a partida. Uma vez que estava encaixando bem este golpe, também pude abrir mais a quadra com meu revés e assim jogar mais para dentro”, analisou Rafa.

O canhoto de Mallorca reforçou a importância do que apresenta em quadra frente ao resultado final. “É uma vitória importante para mim, pois joguei bem e contra um grande jogador que venceu muitos jogos nesta superfície. Superá-lo em sets diretos é um resultado muito positivo. No entanto, a melhor coisa é a sensação de estar jogando melhor a cada semana, cada dia. Isso é o que é importante para mim”.

A vitória garantiu ao espanhol sua primeira decisão no saibro da temporada e a segunda no geral, tendo ficado com o vice no Australian Open. “Estou feliz por regressar a uma final. Como eu digo, também não é um drama perder nas semifinais, faz parte do jogo. Estar na final não é algo incrivelmente bom, mas há um processo pelo qual você tem que passar. O principal é que eu estou jogando melhor, se for assim sei que vou ter minhas chances”, disse Nadal, que parou na semi nos últimos três torneios que disputou.

“O importante era recuperar o meu nível, muito mais do que estar ou não na final. Ainda tenho espaço para melhorias, mas estou dando os passos certos para alcançá-las”, falou o espanhol, que enfrentará o sérvio Novak Djokovic na busca pelo nono título em Roma. “Representa uma oportunidade de enfrentar um grande jogador. Será outro teste e espero estar preparado para competir bem. Vai ser complicado, então vamos ver se eu consigo atuar no nível que eu preciso”, finalizou.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis