Notícias | Dia a dia
Nadal se isola como maior vencedor de Masters 1000
19/05/2019 às 14h25

Roma (Itália) - A conquista deste domingo em Roma fez o espanhol Rafael Nadal retomar a liderança isolada entre os maiores campeões de Masters 1000, série de torneios que foi criada pela ATP em 1990. O canhoto de Mallorca chegou ao seu 34º troféu deste nível na carreira, deixando para trás o sérvio Novak Djokovic, sua vítima na final no Foro Itálico, que ficou com seus 33.

O terceiro da lista é o suíço Roger Federer, que com o título do Masters 1000 de Miami deste ano chegou ao seu 28º. Completam o top 5 o norte-americano Andre Agassi (4º), com 17 taças, e o britânico Andy Murray (5º), com 14.

Dos atuais nove torneios Masters 1000, o espanhol é recordista em três deles, os três disputados no saibro. Soma 11 títulos em Monte Carlo, nove agora em Roma e cinco em Madri. Ele e o sérvio dividem o recorde no evento canadense, com quatro títulos para cada. Do outro lado, Djokovic é o maior vencedor isolado em Xangai (4) e Paris (4), dividindo o recorde em Miami com Agassi, cada um com seis.

Nadal distribuiu ‘pneus’ na campanha

Após parar nas semifinais nos três primeiros torneios do saibro europeu, Nadal mostrou enorme força em sua campanha no Foro Itálico, distribuindo ‘pneus’ em quase todos os seus jogos rumo ao título. Somente na semifinal contra o grego Stefanos Tsitsipas é que ele não anotou um 6/0, algo que aconteceu não apenas na final, mas também na estreia, nas oitavas e nas quartas. Foram apenas 20 games perdidos pelo espanhol em todo o torneio, sendo sete deles na decisão e mais sete na semi.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis