Notícias | Dia a dia
Sem dores, Murray cogita jogar Wimbledon na dupla
21/05/2019 às 11h10

Murray ainda não garantiu o retorno ao circuito

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - A recuperação do britânico Andy Murray parece cada vez mais animadora e ele já cogita até entrar na chave de Wimbledon. Contudo, os fãs do ex-número 1 do mundo não deverão vê-lo na chave de simples, uma vez que o próprio acredita não ter tempo necessário para se preparar bem, mas sua participação pode vir na chave de duplas.

“Não tenho tempo suficiente, acho que a chance de eu jogar simples na temporada de grama é muito baixa. Posso entrar nas duplas, mas não estou pensando em me preparar para simples no momento. Faz pouco tempo que comecei meus primeiros movimentos”, comentou o britânico em entrevista ao Times.

O retorno do norte-americano Bob Bryan, que passou por um procedimento igual o seu, serve de inspiração a Murray. “Vi que Bob Bryan teve uma recuperação completa e conseguiu voltar a jogar duplas, mas primeiro tenho que ver como as coisas vão funcionar para mim e como será jogar simples”, afirmou o escocês.

“Se continuar a me sentir bem, claro que quero tentar voltar a jogar simples. O que eu disse antes foi que se eu não estivesse me sentindo bem haveria uma grande chance de eu parar depois de Wimbledon. Mas se estiver me sentindo bem, posso dar mais tempo para ver se consigo voltar a jogar”, explicou Murray, lembrando a declaração dada no Australian Open, em que falou sobre se aposentar neste ano no All England Club.

A presença de Andy na chave de duplas é cada vez uma possibilidade maior, mas a de uma parceria com Jamie não está nos planos, uma vez que seu irmão mais velho tem seus próprios interesses. "Para mim, esses são os anos de pico da minha carreira e, se eu for jogar Wimbledon com alguém que ficou sem bater numa bola de tênis por oito meses, minhas chances serão pequenas. Então essa é uma grande decisão para eu tomar”, falou o parceiro de Bruno Soares.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis