Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Após polêmicas, Quadra Simonne Mathieu encanta
27/05/2019 às 18h46

Paris (França) – Depois de anos de polêmica com ambientalistas a respeito de sua construção ao lado de uma das áreas verdes mais amadas de Paris, a nova Quadra Simonne Mathieu vem ganhando elogios do público. A quadra, que é abaixo do nível do solo, é cercada por todos os lados de estufas com plantas exóticas que estão encantando os espectadores. Uma vitória para os organizadores que enfrentaram muitas críticas. A nova quadra tem capacidade para 5.290 pessoas.

Regadores automáticos garantem a exuberâncias das plantas originárias da África, Ásia, América do Sul e Austrália. A espanhola Garbine Muguruza, campeã do torneio em 2016,aprovou a quadra que é a terceira maior de Roland Garros, depois da Quadra Suzanne Lenglen, para 9.829 espectadores, e a Quadra Philippe Chatrier , para 14.962 pessoas. “É uma quadra muito bonita. Não é pequena, mas é aconchegante”, comentou. “É como estar em um jardim. É uma sensação diferente.” Os espectadores também estão impressionados. “É como estar em uma floresta”, disse o parisiense Kelly Orsinet. “É relaxante e agradável.”

A quadra cercada de elegantes estufas cheias de plantas faz com que ela não destoe tanto do histórico Jardim de Auteuil, que data de 1898 e abriga premiadas coleções botânicas. Gilles Jourdan, o administrador do projeto, lembra que muitos diziam que a nova quadra era uma desgraça. Mas que cada vez menos pessoas estão dizendo isso agora. “Você não consegue ver a quadra. Isso é muito importante e isso foi fundamental”, afirmou. “Se você não sobrevoar com um helicóptero, não saberia que há uma quadra lá.”

Veja as fotos
Comentários