Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Zverev soma 73 erros mas supera estreia de 4h08
28/05/2019 às 10h39

Zverev já começa torneio com maratona

Foto: Site oficial

Paris (França) - A temporada do alemão Alexander Zverev continua um sufoco. Nem mesmo o título de sábado em Genebra parece ter lhe dado a confiança necessária e ele precisou lutar por cinco sets e 4h08 para superar o australiano John Millman em sua estreia de Roland Garros.

Com total incrível de 73 erros não forçados, incluindo 14 duplas faltas, ele chegou a ter dois sets na frente antes de permitir perigosa reação. Arrebentou raquete quando cedeu o quarto set e enfim completou o placar de 7/6 (7-4), 6/3, 2/6, 6/7 (5-7) e 6/3.

Esta foi a décima vitória de Zverev em 16 partidas realizadas em melhor de cinco sets. No ano passado, quando atingiu as quartas de Paris, ganhou três jogos seguidos no quinto set.

A oportunidade de dar mais um passo em Roland Garros é boa, já que seu próximo adversário é o jovem sueco Mikael Ymer, vindo do qualificatório e que derrotou nesta terça-feira o esloveno Blaz Rola, por 6/0, 6/3 e 7/6 (7-5). Se mantiver favoritismo, Zverev jogaria então diante do sérvio Dusan Lajovic ou do convidado Elliot Benchetrit.

O alemão de 22 anos e quinto do mundo tem sofrido no saibro europeu neste ano. Perdeu na estreia de Barcelona e Roma, não passou do segundo jogo em Monte Carlo e Marrakech e só atingiu quartas mesmo em Madri. Por isso, decidiu alterar a preparação para Roland Garros e jogou em Genebra na semana passada, onde fez três partidas seguidas no terceiro set e salvou match-point na final contra Nicolas Jarry.

A partida desta terça-feira não fugiu à regra e teve intensos altos e baixos. Abriu 4/1 antes de perder duas vezes o saque e ir ao tiebreak. Cedeu mais duas quebras no segundo set, porém o australiano foi ainda pior. A situação parecia favorável quando Zverev chegou a 15-40 no quinto game do terceiro set. Não sustentou e teve outra chance no quarto set, com 4/2.

Millman, que surpreendeu Roger Federer no US Open do ano passado, lutou sempre e se aproveitou dos altos e baixos. Levou o equilíbrio até 3/3 da última série, quando então fez um game ruim de serviço. O alemão terminou com 57 winners (17 aces), enquanto o australiano fez apenas 25.

Comentários