Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Firme no saque, Pliskova avança em Roland Garros
29/05/2019 às 12h53

Pliskova tem chances de assumir o número 1 depois de Roland Garros

Foto: Divulgação

Paris (França) - Com excelente desempenho nos games de serviço, Karolina Pliskova venceu seu segundo compromisso em Roland Garros e garantiu vaga na terceira rodada do Grand Slam francês. A número 2 do mundo superou a eslovaca Kristina Kucova, 203ª colocada, por duplo 6/2 em apenas 56 minutos.

Pliskova disparou oito aces na partida, enfrentou somente um break point e cedeu dez pontos em seus games de serviço. Além disso, precisou muito pouco jogar com o segundo saque. A tcheca também conseguiu impor seu jogo agressivo do fundo de quadra, liderando a contagem de winners por 29 a 8.

Campeã do Premier de Roma há dez dias, Pliskova acumula sete vitórias seguidas no circuito. A jogadora de 27 anos já liderou o ranking mundial por oito semanas em 2017 e tem chance de ultrapassar a atual número 1 Naomi Osaka. Para isso, precisa ser campeã e torcer para a japonesa não chegar à final, ou ser vice e ver a rival cair nas quartas.

Pliskova terá na próxima rodada um duelo contra a talentosa croata Petra Martic, que derrotou a francesa Kristina Mladenovic por 6/2 e 6/1. Martic foi campeã do WTA de Istambul durante a temporada de saibro e vive o melhor momento da carreira aos 28 anos, ocupando o 31º lugar do ranking.

Vondrousova e Sevastova também avançam
Além de Pliskova, outra tcheca a avançar foi a canhota de 19 anos Marketa Vondrousova, 38ª colocada, que derrotou a russa de 18 anos Anastasia Potapova por 6/4 e 6/0. Vondrousova enfrenta na próxima rodada a espanhola Carla Suárez Navarro, ex-top 10 e cabeça 28 em Paris. Suárez Navarro marcou 6/1, 6/7 (4-7) e 6/3 contra a norte-americana Shelby Rogers.

Também avançou a letã Anastasija Sevastova, 12ª do ranking, que marcou 6/2 e 6/4 contra a luxemburguesa Mandy Minella e vai enfrentar a cabeça 20 belga Elise Mertens, algoz da convidada local de 16 anos Diane Parry, com parciais de 6/1 e 6/3.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series