Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal diz que perdeu foco no 3º e já pensa em Goffin
29/05/2019 às 16h33

Paris (França) - Depois de vencer seu segundo jogo em Roland Garros, Rafael Nadal não estava 100% satisfeito com seu desempenho em quadra. Ele acredita que perdeu a concentração no terceiro set contra o alemão Yannick Maden, jogador vindo do quali e 114º do ranking, e que isso permitiu duas quebras de serviço ao rival. O que anima o espanhol é o fato de ele ter conseguido devolver as quebras de forma imediata e não ter se deixado influenciar por pensamentos negativos.

"Cometi alguns erros. Mas quando você está ganhando por 6/1 e 6/2 é algo que pode acontecer. Então no terceiro set, sendo honesto, acho que perdi um pouco de concentração e intensidade. E então todo o jogo se tornou difícil", disse Nadal após a vitória por 6/1, 6/2 e 6/4 sobre Maden.

"Quando você está ganhando com muita vantagem, é difícil manter a concentração ou intensidade. Mas ele jogou bem e fez um bom jogo. Ele mudou um pouco a estratégia, jogou mais à frente, mais agressivo, e complicou um pouco mais a situação", avalia o número 2 do mundo. "Isso é apenas uma questão concentração, porque minhas sensações em quadra foram positivas. Também foi bom que toda vez que eu tive o saque quebrado, eu conseguia quebrar o saque dele novamente na sequência".

Onze vezes campeão de Roland Garros e dono de 17 títulos de Grand Slam, Nadal nega que a partida tenha sido 'fácil', embora seu amplo domínio."Eu não gosto da palavra 'fácil'. Porque quando você ganha ou quando você joga bem, tudo parece mais fácil. Na verdade, fácil nunca é. Mas posso dizer que eu tive controle do jogo quase o tempo todo e essa é a única coisa que realmente importa".

Depois de passar por dois adversários vindos do qualificatório nas fases iniciais, Nadal terá um adversário muito mais gabaritado na próxima rodada. Ele encara David Goffin, ex-top 10 e atual 29º colocado. O espanhol tem três vitórias e uma derrota nos duelos anteriores contra o belga. "Fiz dois bons jogos e agora tenho um adversário muito difícil pela frente. David é um cara que joga muito bem contra os melhores jogadores. Ele é alguém de alto nível e que teve algumas lesões, mas é um jogador muito completo e que tem todos os golpes. Nós nos conhecemos bem e já treinamos juntos. Sempre há coisas para melhorar e isso faz parte do trabalho. Mas no momento, foi o suficiente para estar na terceira fase".

Goffin venceu nesta quarta-feira o sérvio Miomir Kecmanovic por 6/2, 6/4 e 6/3 e falou sobre a experiência de enfrentar Nadal em melhor-de-cinco sets no saibro. "É provavelmente o maior desafio que você pode ter", disse o experiente jogador de 28 anos. "Eu preciso usar ângulos e bater cedo na bola. Se a bola dele vier curta, tenho que aproveitar. Mas se eu tiver que correr muito, será a favor dele. Quando ele começa a ditar a partida, fica muito difícil".

Comentários