Notícias | Dia a dia | Roland Garros
'Não foi fácil lidar com a dor', afirma Del Potro
30/05/2019 às 22h13

Del Potro voltou a sentir lesão no joelho durante a partida desta quinta-feira

Foto: Divulgação

Paris (França) - Depois de ter vencido uma batalha de cinco sets e 3h46 pela segunda rodada de Roland Garros, Juan Martin del Potro falou sobre todas as dificuldades que precisou superar na partida contra o japonês Yoshihito Nishioka. O argentino voltou a sentir uma lesão no joelho direito, o mesmo que o fez ficar quatro meses sem jogar entre o fim do ano passado e o início deste ano, e conta que foi muito difícil lidar fisicamente e também mentalmente com a dor.

"Eu perdi meu equilíbrio no começo do jogo, depois senti dores no quadril e no meu joelho também", disse Del Potro após a vitória por 5/7, 6/4, 6/2, 6/7 (5-7) e 6/2 sobre Nishioka. "Não é fácil lidar com esse tipo de dor depois da minha última lesão. Fiquei preocupado, mas eu lidei bem com isso durante a partida e tenho um dia de descanso para me recuperar e ver como eu me sinto".

"Tive que ser cuidadoso e lutar mentalmente no restante da partida para tomar as melhores decisões sobre o que eu tinha que fazer para jogar corretamente", avalia o argentino, que agora enfrenta o australiano Jordan Thompson. "Estava difícil para me mover e jogar, mas se você é forte mentalmente, a paixão, o desejo de jogar e competir fazem a diferença. E foi assim que eu venci".

Del Potro elogiou a boa partida de Nishioka, jovem de 23 anos e 72º do ranking. "Ele é um adversário difícil, com certeza. É canhoto e tem uma condição física fantástica. Ele é muito rápido e foi muito sólido desde o início. Foi um jogo difícil, com muitos ralis longos. Fizemos um grande jogo e, no final, acho que joguei um pouco melhor que ele".

Ao fim da partida, o argentino deu um caloroso abraço em seu adversário. "Eu senti que deveria fazer isso depois de quatro horas de tênis de ótimo nível dos dois lados. Nós encerramos aquela batalha de forma muito positiva e as acho que as pessoas sentiram isso também".

Halep também foi abraçada pelo argentino
Ao fim da conversa com os jornalistas, Del Potro também abraçou mais uma colega de circuito. A número 3 do mundo Simona Halep aguardava o argentino encerrar uma rodada de entrevistas com emissoras de TV de seu país antes de iniciar sua conversa com os repórteres depois de ter vencido a polonesa Magda Linette por 6/4, 5/7 e 6/3. Ao entrar na sala de imprensa, a romena também recebeu um forte abraço.

Comentários