Notícias | Dia a dia | Roland Garros
No 400º jogo, Federer se impõe e vai às oitavas
31/05/2019 às 12h02

Paris (França) - Primeiro da história a completar 400 jogos de simples em Grand Slam, o suíço Roger Federer fez valer a experiência nesta sexta-feira e não teve grandes dificuldades para superar o jovem norueguês Casper Ruud, precisando de 2h11 para alcançar a vitória por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/1 e 7/6 (10-8). Aos 37 anos e 305 dias, ele se tornou o mais velho a alcançar as oitavas de final em Paris desde Nicola Pietrangeli (38 anos 267 dias) em 1972.

Federer também se tornou o primeiro a se classificar 14 vezes para as oitavas no saibro parisiense, superando o recorde de 13 vezes que pertencia ao norte-americano Budge Patty. Ele aguarda agora o vencedor do embate entre o francês Nicolas Mahut e o argentino Leonardo Mayer. Mais tarde, o espanhol Rafael Nadal também pode igualar o feito do suíço, uma vez que também soma 13 aparições nas oitavas e pode chegar à 14ª se vencer o belga David Goffin.

Encarando pela primeira vez Ruud na carreira, o tenista da Basileia chegou a treinar, no início de sia carreira profissional, com o pai do tenista de 20 anos, o segundo mais novo entre os ainda vivos na competição. Do outro lado, Federer é o mais velho dos que continuam na disputa. Com o resultado desta sexta, ele segue sem perder para rivais de ranking igual ou inferior ao 63º posto ocupado pelo norueguês desde a surpreendente eliminação diante do australiano Thanasi Kokkinakis na segunda rodada de Miami, no ano passado.

Veja como Federer construiu sua vitória

Ruud fez um bom início de partida, conseguindo impor seu forehand nos games de serviço. Mas da metade do set para a frente pareceu um tanto apavorado, sem postura tática e apressado para definir pontos. Claro que Federer também achou o jeito de pressioná-lo, misturando efeitos e profundidades. Atacou sempre em hora oportuna e fechou o set em 32 minutos, com quebras no sétimo e nono games. Das 22 vezes que colocou primeiro saque em quadra, venceu 17. Ainda assim, o suíço cometeu mais erros (13) do que winners (11).

O domínio de Federer foi ainda mais expressivo no segundo set, principalmente com a quebra precoce que obteve ainda no segundo game, o que aumentou a pressão sobre o norueguês. Com esforço, Ruud evitou o 'pneu', mas trabalhou mal com o primeiro saque (apenas 50% de pontos vencidos) e viu Federer ainda mais eficiente, tendo cedido apenas um lance com o primeiro saque e marcado 14 winners diante de oito erros.

Desde o começo do terceiro set, Federer baixou o percentual de acerto do primeiro saque e isso colocou pouco a pouco o norueguês na partida. Ele não apenas conseguiu quebra para 2/0, como também pressionou vários outros serviços e teve um essencial break-point no oitavo game que o suíço evitou com ace cruzado. A definição acabou indo para o tiebreak e o número 3 do mundo levou a melhor, fechando a partida depois de 18 pontos disputados no desempate.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series