Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal aposta em estilo agressivo e tira Goffin
31/05/2019 às 14h40

Paris (França) - Pela primeira vez em quatro confrontos no saibro, David Goffin conseguiu tirar um set do espanhol Rafael Nadal, que não perdia uma parcial desde as quartas de final do ano passado e viu sua sequência parar em 17. Só que o belga não fez mais do que isso e acabou superado por 3 a 1, caindo com o placar final de 6/1, 6/3, 4/6 e 6/3, em 2h49 de embate.

O canhoto de Mallorca igualou o recorde atingido mais cedo pelo suíço Roger Federer, ambos agora com 14 participações em oitavas de final no Grand Slam francês, deixando para trás o norte-americano Budge Patty com suas 13.

Nadal terá como próximo adversário na competição o argentino Juan Ignacio Londero, que venceu jogo de cinco sets diante da revelação francesa Corentin Moutet, parciais de 2/6, 6/3, 6/4, 5/7 e 6/4. Número 78 do ranking aos 25 anos, Londero conquistou seu primeiro ATP em fevereiro, no saibro de Còrdoba, e debuta em eventos de Grand Slam.

Rafa alcançou sua 114ª vitória em partidas de cinco sets no saibro, tendo perdido somente duas, ambas em Roland Garros. Sua primeira derrota no torneio, nas oitavas frente ao sueco Robin Soderling, completa 10 anos justamente nesta sexta-feira. A outra veio seis anos depois nas quartas contra o sérvio Novak Djokovic.

A atuação do espanhol foi marcada por uma conduta muito mais agressiva desde o começo e assim somou 38 winners na partida contra 33 do belga, que também arriscou bastante. Mesmo com essa postura tática, o espanhol anotou apenas 21 erros não forçados contra 35 de Goffin. O saque do 11 vezes campeão do torneio também esteve afiado, com 78% de aproveitamento com a primeira bola e 70% com a segunda, terminando o jogo com uma única quebra cedida.

Saiba como Nadal se garantiu nas oitavas

Já na largada da partida o espanhol mostrou que não daria chances a Goffin, vencendo os cinco primeiros games com duas quebras. Ele perdeu apenas seis pontos em 26 disputados e só permitiu que o belga vencesse um ponto nas devoluções. Com mais winners (8 a 2) e menos erros não forçados (4 a 6), Nadal viu sua supremacia ficar evidente no total de pontos somados: 28 a 10.

Nadal foi ainda mais preciso na segunda parcial, fez as bolas vencedoras saírem de 8 para 13 e o número de erros não forçados cair de 4 para 3. Mesmo assim, Goffin conseguiu se segurar no placar e incomodou um pouco mais quando estava na devolução. Mas cedeu duas quebras, uma no primeiro game e outra no último.

Com o placar bastante desfavorável, Goffin se soltou em quadra e acabou tendo sucesso. Depois de anotar apenas 7 winners nos dois primeiros sets, ele subiu drasticamente de produção e somou 17 só na terceira parcial contra 10 de Nadal. O belga também elevou o nível no saque e faturou 73% dos pontos, salvando os três berak-points que encarou. Se aproveitando de um game em que o espanhol não trabalhou com o primeiro saque, conseguiu duas paralelas perfeitas, a quebra e diminuiu a desvantagem.

O vice-líder da ATP voltou decidido no quarto set e rapidamente voltou a comandar o jogo. Novamente intenso e agressivo, abriu confortável vantagem de 4/1. Nadal precisou então apenas administrar a dianteira até o fim para sacramentar sua quarta vitória em cinco jogos com Goffin, mantendo a invencibilidade nos duelos no saibro.

Comentários