Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Zverev supera nova batalha e vai enfrentar Fognini
01/06/2019 às 10h01

Paris (França) - Assim como na estreia, mais uma vez o alemão Alexander Zverev teve que jogar cinco sets para seguir adiante em Roland Garros. Neste sábado, o quinto mais bem cotado ao título gastou 3h03 para superar o sérvio Dusan Lajovic, cabeça de chave 30, marcando placar final de 6/4, 6/2, 4/6, 1/6 e 6/2 para avançar e garantir sua vaga nas oitavas de final do torneio.

O próximo desafio no caminho de Zverev promete ser muito mais complicado. Sua disputa por um lugar nas quartas será contra o italiano Fabio Fognini, nono pré-classificado no saibro parisiense, que vive boa fase, tendo conquistando seu maior título da carreira nesta temporada do saibro, levantando a taça do Masters 1000 de Monte Carlo.

Além disso, o italiano virá de uma boa vitória sobre o espanhol Roberto Bautista, cabeça de chave 18, superando o rival em quatro sets, com parciais de 7/6 (7-5), 6/4, 4/6 e 6/1. Será a quarta vez que Fognini enfrentará Zverev, a segunda no ano. O germânico levou a pior neste ano em Mônaco, mas venceu as outras duas, ambas em 2017, uma no saibro de Roma e outra no sintético de Pequim.

Zverev vacila e joga 5 sets de novo

Depois de uma boa apresentação nos dois primeiros sets contra Lajovic, o alemão de 22 anos não manteve o ritmo até o fim e não apenas perdeu a terceira parcial, mas como conseguiu vencer somente um game na quarta, para mais uma vez ter que definir sua sorte no torneio em um quinto set.

Na hora da definição, Zverev tratou de elevar o seu nível e largou abrindo 2/0 no quinto set. Ele ainda oscilou um pouco, perdeu os dois games seguintes, mas em seguida arrancou para a vitória com duas quebras em sequência e quatro games conquistados para cima de Lajovic.

Fognini anota 50 winners e avança

O jogo agressivo e ousado de Fognini se mostrou eficiente diante de um perigoso rival do porte de Bautista. Com 50 bolas vencedoras e 55 erros não forçados, além de 11 aces, o italiano levou a melhor para cima do espanhol, que lutou bravamente e venceu um set, mas não fez o suficiente para conseguir resultado melhor.

Bautitsta cometeu 16 erros não forçados a menos do que o adversário, mas compensou também na menor quantidade de bolas vencedoras, com 23 a menos do que Fognini. Seu aproveitamento de somente 38% com o segundo serviço e suas 6 duplas faltas contra nenhum ace também acabaram lhe custando caro.

Comentários