Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djokovic tira quali e chega às oitavas sem perder set
01/06/2019 às 11h00

Djokovic tem agora 66 vitórias em Roland Garros e 268 em torneios de Grand Slam

Foto: Divulgação

Paris (França) - O italiano Salvatore Caruso saiu do qualificatório e deu mais trabalho do que se esperava diante do número 1 do mundo, mas Novak Djokovic marcou sua terceira vitória em sets diretos na edição 2019 de Roland Garros, anotando as parciais de 6/3, 6/3 e 6/2, totalizando apenas 24 games perdidos. Campeão dos três últimos Grand Slam, aumenta série invicta nos torneios para 24.

Seu adversário de segunda-feira sairá do duelo entre o croata Borna Coric e o alemão Jan-Lennard Struff. O número 1 venceu os três jogos que fez contra Coric sem ceder set, incluindo dois no saibro. Diante de Struff houve uma vitória no piso duro de Doha, em 2017.

Djokovic manteve assim seu notável retrospecto de jamais ter perdido para um tenista fora do top 80 em Roland Garros e de levar a melhor em todas as 19 vezes em que cruzou com um qualificado em Grand Slam, oito delas no saibro de Paris.

Esta será sua 13ª presença nas oitavas de final do torneio, igualando o amador Budge Party e ficando atrás somente das 14 de Rafael Nadal e Roger Federer, que se classificaram na sexta-feira.

Djokovic saca bem na hora certa

Passado o nervosismo inicial, Caruso suportou com firmeza as trocas de bola com o líder do ranking, ainda que raramente ousasse trocar de direções. A iniciativa quase sempre coube a Djokovic e isso lhe custou alguns erros.

No entanto, nas poucas chances que teve, Caruso mal conseguiu jogar. Djokovic sempre veio com um grande saque para reagir às situações delicadas. Foi o que aconteceu quando o sérvio tinha 4/1 e depois 5/2, salvando os quatro break-points que dariam alguma esperança de reação ao 147º do ranking.

Caruso resistiu pouco no segundo set. Evitou a quebra no game inicial, mas cedeu no quarto. Com 4/3, novamente Djokovic precisou evitar um placar mais delicado, com 0-30, lá vieram outros saques oportunos, o que se repetiria também no game inicial do terceiro set. Caruso novamente resistiu pouco tempo. Evitou quebra no quarto game, mas cedeu no sexto. Outra vitória tranquila e muita energia economizada para Djokovic, que ficou em quadra 2h04.

Cometeu 32 erros contra 25 winners, números menos relevantes do que o habitual, mas o primeiro saque foi o ponto alto: 84% de pontos vencidos com ele.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series