Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Thiem é novamente exigido e vai enfrentar Monfils
01/06/2019 às 14h18

Paris (França) - Assim como já havia acontecido nas duas primeiras rodadas, Dominic Thiem precisou novamente disputar quatro sets para avançar em Roland Garros. Depois de ter passado pelo norte-americano Tommy Paul e pelo cazaque Alexander Bublik, o austríaco venceu neste sábado o uruguaio Pablo Cuevas por 6/4, 4/6, 6/2 e 7/5 em 2h36 de partida.

Thiem agora mede forças com Gael Monfils, que ainda não perdeu sets em Roland Garros. O francês de 32 anos e 17º do ranking venceu neste sábado um duelo caseiro contra o convidado Antoine Hoang por 6/3, 6/2 e 6/3. O austríaco levou a melhor nos quatro duelos anteriores contra Monfils. A rivalidade entre eles ainda poderia ter outros três duelos, que não aconteceram por w.o. de uma das partes.

Aos 25 anos, Thiem faz sua sexta participação em Roland Garros e tem ótimo retrospecto recente. Antes de alcançar sua primeira final de Grand Slam no ano passado, o austríaco disputou duas semifinais seguidas em 2016 e 2017. Já em suas duas primeiras aparições, caiu ainda na segunda rodada da competição. O atual número 4 do mundo tem 1.200 pontos a defender.

Grande diferença nos erros e break points

Cuevas liderou a contagem de winners por 31 a 29, mas cometeu o dobro de erros não-forçados, 48 a 24. Thiem criou doze oportunidades de quebra e aproveitou sete chances, enquanto Cuevas teve oito break points e só conseguiu quebrar quatro vezes o serviço do austríaco.

Embora Cuevas tenha conseguido uma quebra logo no game de abertura e levado vantagem na maior parte dos pontos mais longos dos primeiros games, não demorou muito para que Thiem ficasse mais consistente do fundo de quadra. O austríaco buscou o empate no quarto game e voltaria a quebrar pouco depois, chegando a vencer cinco games seguidos. O atual vice-campeão cometeu apenas quatro erros não-forçados no set contra 11 de Cuevas.

O segundo set começou com games rápidos e domínio dos sacadores. Os raros pontos longos costumavam favorecer Cuevas, com destaque para um rali com 23 trocas de bola logo no game de abertura e outro com 13 trocas que terminou com erro do austríaco. A primeira quebra favoreceu o uruguaio, que fez 4/2 depois de contar com uma dupla-falta do rival e encaixar uma boa devolução. Thiem devolveu a quebra de imediato, em game com muitos ralis longos, mas voltaria a perder o saque no décimo e último game da parcial, novamente com erros e duplas-faltas.

Um bom desempenho no saque foi fundamental para que Thiem retomasse o domínio da partida e vencesse o terceiro set. O austríaco cedeu apenas quatro pontos em seus games de serviço e sequer enfrentou break points em uma parcial com duas quebras a seu favor. Logo na abertura do quarto set, Thiem venceu oito pontos seguidos e abriu 2/0. O empate viria no sexto game da parcial, com uma série de winners de Cuevas depois de ralis muito desgastantes. O equilíbrio prevalecia até o empate por 5/5, quando Thiem voltou a quebrar o serviço do uruguaio com três erros do rival antes de definir o jogo no saque.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series