Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Anisimova chega às oitavas pelo 2º Slam seguido
01/06/2019 às 16h41

Aos 17 anos, Anisimova é a jogadora mais jovem das oitavas de final

Foto: Divulgação

Paris (França) - Assim como já havia feito no Australian Open, em janeiro, Amanda Anisimova chega também às oitavas de final de Roland Garros. A promissora norte-americana de 17 anos e já número 51 do mundo eliminou a romena Irina Begu, 116ª do ranking, ao marcar 7/6 (8-6) e 6/4 em 1h41 de partida.

Anisimova ja está com o melhor ranking da carreira, depois de ter furado o quali em Roma e ainda vencido um jogo da chave principal. Com os 240 pontos conquistados, ela já está entrando no top 40, com chance de se aproximar das 30 melhores do mundo se chegar às quartas. Há um ano, ela ocupava apenas o 154º lugar.

Na atual temporada, Anisimova já conquistou seu primeiro título de WTA no saibro de Bogotá. Ela também chegou às quartas de final em Auckland, na Nova Zelândia. A jovem norte-americana tem duas vitórias expressivas neste ano contra a atual número 11 do mundo Aryna Sabalenka, tanto em Melbourne quanto em Paris, além de já ter vencido Petra Kvitova no ano passado.

A novíssima geração do circuito feminino marca presença nas oitavas de final, com três jogadoras com menos de 20 anos. Também estão na próxima fase a canhota tcheca de 19 anos Marketa Vondrousova e a polonesa de 18 anos Iga Swiatek. A última vez que três jogadoras tão jovens chegaram às oitavas em um Grand Slam foi no US Open de 2009. Em Paris, isso não ocorria desde 2008. Anisimova é também a atleta mais jovem nas oitavas de Roland Garros desde Martina Hingis em 1998.

A adversária de Anisimova nas oitavas será a espanhola de 21 anos Aliona Bolsova, jogadora vinda do qualificatório e atual 137ª do ranking. Bolsova, que nasceu na Moldávia e fez parte do circuito universitário norte-americano por Oklahoma State, está disputando uma chave principal de Grand Slam pela primeira vez. Ela venceu neste sábado a russa Ekaterina Alexandrova por 6/2 e 7/5.

É certo que Bolsova estará no top 100 depois de Roland Garros, sendo que a espanhola ocupava apenas o 168º lugar no começo da temporada. Ela passou boa parte do primeiro semestre disputando torneios da ITF e qualificatórios de WTA. Conseguiu entrar diretamente no Premier de Charleston, onde marcou uma vitória na chave principal.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series